Jovem cadeirante é exemplo de superação e se destaca no ramo do empreendedorismo durante o período de pandemia

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), em cada 10 jovens entre 15 e 29 anos, 4 perderam suas rendas durante o período de pandemia causada pelo novo Coronavírus. A pesquisa ouviu mais de 33 mil jovens em todo o Brasil entre os meses de agosto e outubro.

Com ou sem pandemia, a juventude é uma fase marcada por muitas mudanças e desafios. Nesta etapa, que marca a transição para a vida adulta e durante a qual cada decisão influencia diretamente o futuro educacional e profissional, é comum dedicar-se aos estudos, ao trabalho ou aos dois, simultaneamente.

No entanto, a crise sanitária mundial tem imposto mais obstáculos aos jovens brasileiros, pois a pandemia aumenta o risco de evasão escolar e também pressiona os índices de desemprego.


Se por um lado acompanhamos o crescimento do número de jovens que caem em depressão e desistem de procurar emprego durante o período de pandemia, por outro lado encontramos pessoas que viram na crise uma oportunidade de empreender e se destacar.

É o caso do cadeirante Alair Barbosa da Silva, de 25 anos. Morador de Araguaína, no Tocantins, o jovem encontrou nas redes sociais uma fonte de renda e também uma forma de ajudar a família.

A idéia veio há cerca de 6 meses quando o jovem decidiu compras algumas roupas para revender para seus amigos e familiares.

A idéia deu tão certo que o segundo passo foi montar uma loja de roupas e acessórios de forma online. De acordo com Alair, vários pedidos foram feitos, logo na primeira semana, e hoje sua página do Instagram recebe encomendas também de cidades vizinhas.

Foi necessário colocar seu irmão mais novo, de 22 anos, para ajudar nas entregas. A história de Alair é comovente, pois o jovem ficou paraplégico em consequência de uma metástase durante o tratamento de um câncer.

Alair vem lutando, há cerca de 10 anos contra a doença, que começou no pulmão e, ao longo dos anos, se instalou na coluna vertebral.

A superação dele vem conquistando, cada vez mais, a admiração dos amigos e também de pessoas que o seguem nas redes sociais em busca de incentivos e conselhos. As páginas do Instagram podem ser visitadas através dos perfis @alairb73 e na loja virtual @renascermodas1.

Por Emiliano Macedo