Biden volta a criticar governo Trump por falta de transparência na transição: ‘Irresponsabilidade’

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, acusou nesta segunda-feira (28) as autoridades do atual governo de bloquearem as informações essenciais sobre segurança nacional.

Biden se reuniu em Wilmington, Delaware, com conselheiros e integrantes da equipe de transição. Segundo o democrata, que toma posse em 20 de janeiro, representantes do novo governo dos EUA não receberam todos os dados e relatórios necessários.

“Não é nada menos, para mim, do que irresponsabilidade”, criticou Biden.

Vista aérea do Pentágono, nos EUA, de 3 de junho de 2011 — Foto: Charles Dharapak/Arquivo/AP Photo
Foto: Charles Dharapak/Arquivo/AP Photo

Segundo o presidente eleito, faltam dados importantes do orçamento do Departamento de Defesa, que, para ele, estão obstruídos pela “liderança política” da instituição.

O Departamento de Defesa, sediado no Pentágono, define as estratégias dos Estados Unidos tanto em relação a países com quem detém relações conflituosas como em questões nacionais, incluindo as políticas de combate ao coronavírus.

Para Biden, os danos aos órgãos oficiais feitos pelo governo de Donald Trump, que ainda se recusa a aceitar a derrota nas eleições, foram enormes.

“Muitos tiveram as equipes, a capacidade e a moral danificadas. Isso torna mais difícil para nosso governo proteger o povo americano”, disse Biden.

Presidente eleito dos EUA, Joe Biden, participa de pronunciamento em Wilmington nesta segunda-feira (28) — Foto: Jonathan Ernst/Reuters
Foto: Jonathan Ernst/Reuters