Casos de feminicídios aumentam 42% em um mês no estado de SP; registros de lesão corporal contra mulheres diminuem

O estado de São Paulo registrou um aumento de 42% no número de feminicídios em um mês, de acordo com os dados de criminalidade divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Foram 20 ocorrências de feminicídios em novembro deste ano contra 14 casos registrados no mês de outubro. Se compararmos os dados de novembro deste ano com novembro do ano passado, o aumento foi de 17,7%, já que em 2019 eram 17 casos.

O aumento de casos de violência contra a mulher ocorre durante a pandemia de Covid-19, que determinou medidas de distanciamento social que ainda vigoram no estado.

O número de casos de estupro consumado contra mulheres se manteve igual entre outubro e novembro deste ano, com 228 casos. Porém, as ocorrências desse tipo tiveram queda de 14% se comparado novembro de 2020 com o mesmo período do ano passado (266 casos).

Os casos de lesão corporal dolosa contra mulheres também caíram na comparação de outubro com novembro de 2020. Foram 4.634 casos em outubro, contra 4.667 em novembro, uma queda de 4,4%. Também houve queda em relação ao mês de novembro do ano passado. Foram 4.681 ocorrências em novembro de 2019, queda de 4,6%. No entanto, a queda no número de casos pode indicar uma subnotificação, já que muitas mulheres evitam sair neste período de pandemia.

Outros crimes

Dentre as ocorrências que subiram no comparativo mensal, estão os casos de homicídio culposo, que passaram de 10 para 11. Também subiram os casos de estupro, que foram de 994 casos em outubro para 1.052 em novembro. No caso de latrocínios, houve queda de 21 casos em outubro para 12 em novembro.

Porém, se comparamos novembro deste ano com novembro de 2019, houve queda nesses mesmos indicadores e em todas as modalidades de furtos, roubos em geral, de veículos e de cargas. O indicador de extorsão mediante sequestro não registrou nenhum caso.

Os furtos em geral aumentaram no comparativo mensal. Foram 32.704 ocorrências em outubro e 34.909 em novembro, 6,8% a mais. Se comparado com novembro de 2019 (41.505 casos), a queda é de 15,8%, com 6.596 casos a menos. É o menor total do indicador na análise histórica, de acordo com a SSP.

Também houve aumento no comparativo mensal no furto de veículos e queda em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram 5.914 ocorrências em novembro contra 5.442 em outubro, uma alta de 8,6%. Já em relação a novembro do ano passado, o número caiu de 7.642 para 5.914, uma queda de 1.728 casos, ou 22,6%.

O número de mortes intencionais (homicídio doloso) se manteve em 243 casos em outubro e novembro de 2020. A pasta de Segurança Pública destaca que este número é o segundo menor da série histórica do período, iniciada em 2001.

Se comparado novembro de 2020 com novembro de 2019, a queda desse tipo de ocorrência foi de 1,2%. O total passou de 246 em novembro de 2019 para 243 em novembro de 2020. Em números absolutos, foram três casos a menos.

Capital paulista

Na cidade de São Paulo, o número de homicídios dolosos caiu de 62 em novembro do ano passado para 51 em novembro de 2020. Contudo, o número de vítimas desse crime aumentou de 63 para 68 pessoas mortas. A capital também verificou redução nos casos de lesão corporal dolosa, que foram de 2.527 em novembro de 2019 para 2.432 em novembro de 2020.

Investigações de violência contra a mulher são priorizadas, diz polícia — Foto: Kemmido/Freepik
Foto: Kemmido/Freepik