Delegado ouve em hospital vítimas de acidente com ônibus em João Monlevade, em MG

Vítimas de Alagoas que morreram no acidente com ônibus que caiu de um viaduto no interior de Minas Gerais — Foto: Arte G1

O delegado Diego Carvalho ouviu, na manhã desta terça-feira (8), vítimas que sobreviveram ao acidente em que um ônibus caiu do viaduto “Ponte Torta”, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais. Ele esteve no Hospital Margarida para pegar os depoimentos.

De acordo com a administradora do centro de saúde, Jussara Ferreira, sete pessoas – cinco homens e duas mulheres – continuam internadas. Os pacientes não correm risco de vida, mas não têm previsão de alta médica.

Duas crianças que ficaram feridas agora acompanham a mãe que aguarda por um colete ortopédico.

João XXIII

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) informou nesta terça-feira que três pacientes estão internados em Belo Horizonte.

Uma menina de 7 anos passou por uma cirurgia no tornozelo, nesta segunda-feira (7), no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII e está internada em observação no Hospital Infantil João Paulo II. Ela está bem.

Um homem de 33 anos permanece em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI), no João XXIII.

No mesmo local, um menino de 10 anos continua na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica, em estado grave, mas estável. Segundo a Fhemig, ele demanda mais cuidados.

Enterros

Corpos de vítimas de acidente com ônibus em MG são enterrado em municípios do interior de Alagoas — Foto: Valmir Inácio/TV Gazeta
Foto: Valmir Inácio/TV Gazeta

Sob forte comoção, os corpos dos alagoanos vítimas da queda do ônibus de um viaduto de mais de 30 metros na BR-381, em João Monlevade, foram enterrados nesta terça-feira (8). Dos 19 corpos, 14 foram levados para Alagoas, nas cidades de Mata Grande, Água Branca, Delmiro Gouveia e Pariconha.

Quatro corpos foram levados para São Paulo pela polícia e um outro foi retirado do Instituto Médico Legal (IML) André Roquete, em Belo Horizonte, pela própria família.

Quatro corpos das vítimas de acidente com ônibus em Minas Gerais foram velados no ginásio em Água Branca, Alagoas — Foto: Valmir Inácio/TV Gazeta
Foto: Valmir Inácio/TV Gazeta
Vítimas de acidente com ônibus em MG são enterradas em cemitério de Água Branca (AL) — Foto: Douglas França/TV Gazeta
Foto: Douglas França/TV Gazeta

Vítimas de acidente com ônibus em MG são enterradas em cimitério de Água Branca (AL) — Foto: Douglas França/TV Gazeta
 Foto: Douglas França/TV Gazeta

A viagem

O ônibus da empresa Localima Turismo saiu de um povoado na zona rural de Mata Grande, em Alagoas, na manhã de quinta-feira (3) e ia para São Paulo (SP). A principal suspeita da causa do acidente é de falha no freio do veículo. Além dos 19 mortos, 27 pessoas ficaram feridas. O motorista sobreviveu ao pular do coletivo e nesta segunda (7) se apresentou à polícia para prestar depoimento.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), o veículo envolvido no acidente já foi autuado seis vezes em estradas que passam por Minas Gerais.

Por Alex Araújo