Gracinha decreta calamidade e adota controle de acesso à Ilhabela

A prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, assinou nesta semana o Decreto nº 8.319/2020, que determina estado de calamidade para enfrentamento da emergência na saúde pública e estabelece medidas excepcionais de contenção à pandemia provocada pelo Novo Coronavírus. Outra medida anunciada é o controle de acesso à travessia a partir deste sábado (12).

Segundo o decreto, devem ser canceladas as exposições culturais, que agora só deverão ocorrer por agendamento com limite máximo de 20% da capacidade de ocupação; fica terminantemente proibido qualquer tipo de reunião, evento e aglomeração em espaços públicos, em especial vias e logradouros públicos.

Os eventos de casamento apenas poderão ser realizados até zero hora com ocupação de no máximo 40% da capacidade do local, não sendo permitido o uso de “pista de dança”.

Restaurantes, lanchonetes, padarias, bares, quiosques e similares poderão ficar abertos até meia-noite, devendo encerrar também o sistema de delivery (entrega) e drive thru (retirada). O estabelecimento que não atender as normas sanitárias estabelecidas neste decreto acarretará a imediata interdição.

As atividades de ambulantes e artesãos poderão ser realizadas até zero hora, e não atendimento às disposições ocasionará o imediato encerramento das atividades e posterior cancelamento da licença.

Controle da travessia

A Prefeitura de Ilhabela anunciou novas ações no enfrentamento à proliferação da doença. A partir das 6h deste sábado (12), além das ações educativas já existentes, também haverá medição de temperatura antes do embarque; controle do limite de pessoas nas tendas, com marcações de espaçamento e, dentro da ilha, ocorrerá fiscalização na empresa Fênix, responsável pelo transporte coletivo, com observação relativa à capacidade máxima (total de passageiros sentados) e a higienização dos ônibus após cada viagem.

Nessas novas ações, o morador de Ilhabela também terá embarque preferencial na travessia de pedestre na balsa. A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo está notificando todas as empresas de excursões turísticas, que conseguiu identificar, sobre o novo procedimento. São empresas que fazem excursão por meio de São Sebastião e fazem embarque de pedestres na balsa e nos ônibus urbanos da cidade.

Concurso

Devido à possibilidade de demora na liberação do acesso à travessia, com as novas medidas de saúde, a prefeitura orienta as pessoas que farão as provas do concurso público, neste final de semana, para chegarem com muita antecedência à balsa.

Números preocupam

Essas ações completam outras recentes iniciativas anunciadas pela Prefeitura de Ilhabela para combater a proliferação da doença na cidade, que registrou um crescimento preocupante do número de casos.

Em um mês, de novembro até 11 de dezembro, houve um crescimento de 36% do número de casos confirmados, que subiu de 1.724 para 2.342. Só no último dia 4, foram confirmados mais 99 casos. E a média móvel cresceu 68% nos últimos 14 dias, saltou de 19 para 32 casos.

Hospital de Campanha

De acordo com a prefeitura, a cidade vive o maior pico dos casos confirmados da doença. Hoje são 252, enquanto o maior número havia sido em julho, com 224 casos. Por isso, está sendo montado um hospital de campanha ao lado do estacionamento do hospital Mário Covas, que ficará pronto nos próximos 10 dias e atenderá internações de pacientes que não são diagnosticados com Covid-19. Terá lotação máxima de 46 leitos, mas será iniciado com capacidade de 20 leitos. Na fase anterior do enfrentamento, as pessoas nessa situação eram internadas no prédio do CAPS-AD.

Ainda de acordo com a administração, essa nova estrutura é necessária porque atualmente a cidade tem à disposição da população 11 leitos intermediários e quatro de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para casos de Covid. Com a nova estrutura, haverá 25 leitos de enfermaria intermediária e cinco leitos de UTI, dentro da Internação controlada pelo Hospital Mário Covas.

Por Radar Litoral