Para prevenir Covid-19 festas de Carnaval são canceladas no Sul de Minas

Cidades do Sul de Minas estão adiando ou cancelando o carnaval de 2021 por causa da pandemia da Covid-19. A data oficial para a festa é dia 16 de fevereiro, mas muitos municípios estão considerando inviável a realização da festa nesta data.

Em Poços de Caldas (MG), o prefeito Sérgio Azevedo afirmou nesta terça-feira (8) que não haverá carnaval no município em 2021, assim como a festa de Ano Novo, que também não será realizada. Segundo o secretário de governo, Celso Donato, o cancelamento dos eventos se deve à impossibilidade de vacinação até a data.

“Nós estamos muito otimistas com relação às vacinas, mas ainda não temos uma perspectiva real de que vamos ter a população brasileira vacinada. Ainda é muito prematuro dizer que vamos ter um carnaval fora de época. Poços de Caldas tem um calendário de eventos muito rico, como por exemplo, o JulhoFest, um festival que podemos criar eventos similares ao carnaval, sem modificar o nome”, explicou.

O Bloco Vermes e Cia, de Muzambinho (MG), cancelou o evento para o próximo ano e para 2022. Além disso, a festa, que surgiu em 1999, deve ser transferida para outra cidade, caso seja possível a realização do evento fora de época.

“O Bloco Vermes & Cia tem um novo projeto de carnaval que vai acontecer em Itu (SP). Na data do carnaval não haverá evento em nenhuma data de 2021 e 2022 em Muzambinho”, afirmou Flavio Franco, produtor do evento.

Carnaval de 2021 é cancelado em alguns municípios do Sul de Minas — Foto: Reprodução/EPTV
Foto: Reprodução

A Prefeitura de Muzambinho estima que cerca de 30 mil pessoas saíam pelas ruas para curtir o carnaval na cidade, ou seja, mais do que a população do município. Como há poucos hotéis, muitos moradores alugavam suas residências para os foliões, gerando renda extra para os habitantes.

Já o Bloco do Urso, em Santa Rita do Sapucaí (MG), informou que ainda não tem uma posição e que deve se pronunciar em janeiro. O bloco surgiu em 1998 e reúne de 15 a 17 mil foliões por dia. Em alguns anos, a geração de renda chega a R$ 30 milhões na economia local.

Em Pouso Alegre (MG), a prefeitura informou que ainda não há uma definição. A Prefeitura de Varginha (MG) afirmou que, na próxima semana, o comitê de enfrentamento à Covid se reunirá pra definir se haverá festa ou não. E em Passos (MG), a definição ficará para a próxima semana.