Prefeito eleito de Campestre tem registro indeferido pelo TSE; novas eleições deverão ser marcadas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu o registro de candidatura de Nivaldo Donizete Muniz, o Zetinho (PSDB), para o cargo de prefeito de Campestre (MG) e determinou a realização de novas eleições no município. O registro foi rejeitado pelo tribunal por 7 votos a 0.

Zetinho havia sido eleito para os próximos quatro anos com 52,18% dos votos válidos ou 6.566 votos. Ele derrotou Elias da Farmácia (PTB), que ficou em segundo lugar com 47,82% (6.018 votos). No entanto, a candidatura de Zetinho já estava “sub júdice”.

Prefeito eleito de Campestre tem registro indeferido pelo TSE — Foto: Reprodução / DivulgaCand

Conforme denúncia do Ministério Público Eleitoral, o candidato, então prefeito de Campestre, cometeu ato de improbidade administrativa ao se utilizar de um processo de desapropriação para promover o enriquecimento ilícito de terceiro.

Segundo a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), não há prazo para que as novas eleições sejam marcadas. Segundo a assessoria, essa data vai depender que o TSE anuncie o calendário de datas autorizadas para a realização de eleições suplementares.