Vereadores não compareceram à Câmara de Lavras para votação dos projetos de subvenções e repasses de verbas

O vereador e presidente da Câmara Municipal Marcos Possato convocou os vereadores para uma reunião extraordinária para votar dois Projetos de Lei do Executivo, um sobre as subvenções para as instituições filantrópicas, esportivas e sociais e, o outro, para repassar uma verba federal para os hospitais Vaz Monteiro e Santa Casa.

A reunião marcada pelo Presidente seria realizada na quarta-feira, dia 16, porém, compareceram apenas 8 dos 17 vereadores.

O presidente Possato remarcou a reunião para segunda-feira, dia 21. Para aprovação, os projetos precisam de 12 votos favoráveis.

Entre as instituições filantrópicas beneficiadas estão o Lar Augusto Silva, que é o asilo de Lavras, a Sociedade São Vicente de Paulo, o Lar e Vida Mateus Loureiro Ticle, a Casa do Vovô, entre outros.

Também serão beneficiados a Euterpe Operária, a Associação das Embaixadas de Reis, Meninas Cantoras de Lavras, o Esporte Clube Nova Lavras, o Operário Esporte Clube, a Associação Lavrense de Artesãos e Culinária de Lavras (Alac) e outras. Ao todo, serão beneficiadas 23 instituições, sendo filantrópicas, esportivas ou culturais.

O outro projeto é de repasse no valor de R$ 500 mil para a Santa Casa e R$ 500 mil para o Hospital Vaz Monteiro, dinheiro que será usado para tratamento da Covid-19 em nosso município para população de Lavras e região. Se este projeto não for votado, o dinheiro volta para o Governo Federal.

A expectativa do vereador e presidente Marcos Possato é que os vereadores que estão finalizando esta legislatura, compareçam na reunião extraordinária que será realizada na segunda-feira, e os cidadãos lavrenses cobrem de seus vereadores a presença nesta reunião que é fundamental para as instituições que necessitam destes recursos.