Comitê de Enfrentamento de São José dos Campos anuncia regressão para a fase vermelha

Na tarde desta sexta-feira o prefeito Felício Ramuth anunciou a classificação da cidade de São José dos Campos para a fase vermelha a partir do dia 18 de janeiro. A decisão foi tomada com base na análise dos dados da doença no município.Hoje, o Governo do Estado havia divulgado a reclassificação do Plano São Paulo, colocando a região do Vale do Paraíba na fase laranja.

“O Plano São Paulo permite decisões mais restritivas, então tomamos essa decisão para nos anteciparmos a um cenário pior”, justificou o prefeito Felício Ramuth.

A coletiva de imprensa contou com a participação de diversos diretores e representantes dos hospitais públicos e privados do município. “Estamos observando um crescimento muito grande de internações, pessoas infectadas e complicações, o que está resultando também no aumento no número de óbitos. Isso precisa ser minimizado, para conseguirmos atender toda a população”, informou o Dr. Carlos Maganha, diretor geral do Hospital Municipal.

O decreto será publicado ainda nesta sexta-feira.Leia o posicionamento de alguns dos representantes dos Hospitais que participaram do encontro.

“Uma das minhas preocupações é com a dificuldade em encontrar profissionais habilitados para o atendimento a esses pacientes. Sei que estão todos muito cansados, mas, vejo que os cuidados e medidas de segurança estão sendo deixados de lado e é muito importante que todos continuem se protegendo e protegendo o próximo”, alertou o Dr. Elton Jr, médico e vereador.

“Na semana passada tivemos o maior número de atendimentos desde o início da pandemia”, relatou o diretor do Hospital São José, Dr. Maurício.

“Se não tivermos uma atitude, séria e ordenada, que antecipe esse cuidado, teremos um impacto desfavorável no número de casos”, comentou Dr. Fabio Batista, presidente da Unimed de São José dos Campos.

“Houve um aumento muito grande na procura do Pronto Socorro e não temos mais como ampliar nossa capacidade de atendimento” ressaltou o Dr. Paulo, representante da Santa Casa.

Fonte | Revista Urbanova