Estado deve regredir Vale do Paraíba à fase laranja do Plano São Paulo

O Vale do Paraíba pode regredir à fase laranja, a segunda mais restritiva, na reclassificação do Plano São Paulo prevista para esta sexta-feira (8). Já a região bragantina deve seguir na fase amarela. A informação foi divulgada pela reportagem  desta quinta-feira (7).

A reclassificação no plano de flexibilização deve ser anunciada pelo governador João Dória em coletiva de imprensa na sexta-feira. Atualmente, o Vale do Paraíba e a região bragantina seguem as regras da fase amarela, que permite funcionamento de bares e restaurantes, por exemplo.

De acordo com a reportagem a previsão é feita com base nos indicadores atuais e a possível regressão para o Vale do Paraíba leva em consideração o índice de internações na região.

Questionado sobre a previsão, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, confirmou a alta nas internações na região, mas que o Estado ainda verifica os dados para a atualização do Plano na sexta-feira.

“Vamos fazer amanhã a atualização do Plano São Paulo, 12h45, com todos esses dados. O Estado de São Paulo hoje, dando um panorama, tem ocupação média de 62.8%, nenhuma região tem ocupação acima de 75%. Essas três regiões apontadas [com previsão de fase laranja] tiveram uma intensidade de internação acima de 44%. Nós vamos verificar esses dados até amanhã. Vão ser tabulados hoje e na coletiva de amanhã faremos a atualização do Plano São Paulo”, informou a reportagem.

Reclassificação deve colocar região do Vale do Paraíba em fase com mais restrições da atividade econômica — Foto: TV Vanguarda/ Reprodução

No início da semana, o secretário de saúde de São José dos Campos, Danilo Stanzani, já havia alertado para a alta nas internações na cidade depois das festas de fim de ano. A região do Vale do Paraíba tem mais de 80 mil casos confirmados de Covid-19 e 1,7 mil mortes pela doença.

Nesta quarta-feira (6) o governador se reuniu com prefeitos de cidades do estado para cobrar que os gestores respeitem as regras do plano de flexibilização.

Durante a reunião, secretários do governo chegaram a dizer que as cidades que não cumprissem o decreto estadual seriam colocadas no fim da fila de investimentos de infraestrutura.

Veja as regras estabelecidas na fase laranja do Plano São Paulo

  • Funcionamento de bares e restaurantes não é permitido;
  • Comércios e shoppings podem funcionar, mas com ocupação limitada a 20% da capacidade do local e horário reduzido de 4 horas seguidas em todos os dias da semana ou 6 horas seguidas em 4 dias da semana, desde que suspenso o atendimento presencial nos demais 3 dias;
  • Praças de alimentação não podem funcionar;
  • Salões de beleza e barbearias não podem funcionar; academias também não;
  • Eventos e qualquer atividades com aglomeração são suspensos.