Instalação de respiradores no Hospital do Retiro ja teve inicio pela prefeitura de Volta Redonda

Na manhã desta quarta-feira (dia 06), a prefeitura de Volta Redonda iniciou a nova etapa da obra nos leitos hospitalares para pacientes de Covid-19 no Hospital Munir Rafful, no Retiro.

Segundo a prefeitura, nesta etapa está prevista a instalação da rede de gases medicinais, parte fundamental para o funcionamento dos respiradores a serem utilizados em todos os leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 18 unidades e em seis leitos da Unidade Intermediária (UI), o que corresponde à metade oferecida na unidade. Os trabalhos terão duração de 15 dias e estão orçados no valor R$ 110 mil.

De acordo com o vice-prefeito e diretor do Hospital São João Batista (HSJB), Sebastião Faria, a instalação da unidade vai favorecer a retomada de atendimentos no HSJB. “Além de garantir um atendimento concentrado e especializado de pacientes clínicos no tratamento da Covid-19, o Hospital do Retiro desafoga a ocupação de leitos no Hospital São João Batista, devolvendo a capacidade a leitos cirúrgicos, além de reduzir a possibilidade de novas contaminações”, explicou.

A obra

A obra para construção dos leitos, que será concluída em 30 dias, tem o valor estimado de R$ 500 mil. Por meio de uma parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-VR) já foram arrecadados R$300 mil doados por comerciantes e empresários da cidade.

O projeto iniciado em 2015, numa parceria com o campus Leonardo Mollica, da FOA/UniFOA, previa a ampliação do setor de clínica médica, mas devido à pandemia, a adequação aos atendimentos de urgência se mostrou necessário em um primeiro momento. A fase seguinte dos trabalhos prevê a instalação de 35 leitos de clínica médica que serão construídos em outro andar do prédio.

Serviço

Empresas e pessoas físicas que quiserem contribuir com o projeto podem entrar em contato pelo telefone (24) 3344-8050 ou pelo Whatsapp: (24) 98125-9369.