Julgamento de casal acusado de matar menina de 11 anos em Barra do Piraí foi marcado para setembro

O julgamento  de Christiane de Oliveira Laport, e Carlos  Khaman Manoel Ferreira, foi marcado para o dia 22 de setembro deste ano.  Ela é  acusada de matar a própria  filha, Júlia Laport, de 11 anos, com ajuda de Carlos.

O crime foi há dois anos. Christiane está  presa, e Carlos responde por homicídio  doloso em liberdade.

Os restos mortais  da criança  foi encontrado  dentro de uma mala próximo  a residência  do casal, em Barra do Piraí.  A menina  tinha síndrome  de West,  doença  que provoca crises epiléticas sequenciais, além  de dificultar a fala e locomoção.

Segundo testemunhas, o casal matou para se livrar do trabalho que a criança dava, devido a doença  que ela tinha.

O julgamento  dos acusados já foi adiado duas vezes, por motivos  diversos. Desta vez, o julgamento  será  transferido de Barra do Piraí para a capital fluminense.