Mãe é indiciada por morte de adolescente com paralisia cerebral em Belo Horizonte

Polícia investiga morte de adolescente encontrado com escoriações no bairro Minas Caixa — Foto: Carlos Eduardo Alvim/TV Globo
Foto: Carlos Eduardo Alvim

A Polícia Civil informou, nesta segunda-feira (18), que indiciou uma mulher de 31 anos pela morte do filho, um adolescente com paralisia cerebral, de 15 anos, em Belo Horizonte. Ela deve responder por abandono de incapaz com resultado morte.

O caso foi registrado no dia 13 de novembro do ano passado. Para a polícia, a conduta da mulher não foi inesperada, já que há relatos de outras situações de abandono do filho.

O corpo do garoto foi encontrado com escoriações na casa onde morava, no bairro Minas Caixa, na Região de Venda Nova.

A mãe foi presa em flagrante, mas, segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), ela ficou detida apenas por um dia.

De acordo com as investigações, a mulher teria saído na noite anterior com o namorado, por volta das 20h, deixando o filho sozinho em casa. Segundo a polícia, quando ela retornou, por volta das 3h, o adolescente já estava sem vida.

A perícia apontou que, durante as 7 horas em que esteve sozinho, o adolescente caiu da cama, vomitou e teve sangramentos. Ao chegar em casa, a mãe teria retirado o corpo do filho do chão, alterando a cena, e seguido para a casa do namorado. Segundo a polícia, ela não chamou socorro.

O delegado responsável pelo caso, Lucas Nunes, informou que pediu a prisão preventiva da mulher, mas a solicitação foi negada pela Justiça.

Abandono em 2019

Em abril de 2019, o irmão da mulher registrou um boletim de ocorrência contra ela. No documento, ele relatou que a suspeita teria abandonado o filho na casa da avó idosa.

Ainda de acordo com o registro, o homem disse que a irmã morava na casa da mãe deles, mas foi embora depois de a idosa conseguir uma medida protetiva contra ela devido a episódios de agressões e furto. Na época do boletim de ocorrência, o jovem estaria com a avó havia 3 meses.