Número de mortes por Covid-19 dobra em um mês em São Lourenço, MG

As mortes e os casos de coronavírus dispararam em São Lourenço (MG) entre o final de 2020 e o início deste ano. O número de mortes causadas pela Covid-19 dobrou no mês de dezembro com 16 casos fatais registrados. Esse número é superior a todos os casos que foram contabilizados desde o início da pandemia: 14 mortes até novembro.

O ex-secretário de saúde do município Éverton de Souza Andrade está entre as vítimas. Ele morreu no último sábado por complicações causadas pela Covid-19 após passar por isolamento domiciliar antes de ser hospitalizado.

Segundo boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura no último dia 04 de janeiro, os casos registrados da doença em São Lourenço somam 1.470. A ocupação dos leitos de UTI é de 60% e 50 pessoas estão em isolamento domiciliar. O total de vítimas fatais da doença chega a 34 mortes.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Gislene Cristina Figueiredo, vários órgãos se uniram para tentar barrar o avanço da doença na cidade.

“Estamos vindo numa curva ascendente e preocupante. Para isso, essa nova gestão está traçando várias estratégias. Não é só a secretaria de saúde. É uma parceria com todos os órgãos: vigilância sanitária, epidemiológica, a Secretaria do Turismo. Então a gente vem junto buscando essas estratégias”, explicou.

Ela comentou também que o polo de coleta de testes rápidos para Covid deverá ser descentralizado para as unidades de saúde para evitar filas. Também disse que serão estabelecidos horários nas unidades de saúde para atendimento das síndromes gripais e uso de um protocolo clínico feito por médicos especialistas.

“Pra isso, faremos o treinamento com os médicos e a equipe visando o atendimento, o teste e o tratamento precoce”, afirmou.

Número de mortes por Covid-19 dobra em um mês em São Lourenço (MG) — Foto: Reprodução/EPTV
Foto: Reprodução

Contabilização

Ela explica ainda porque muitos óbitos foram contabilizados em dezembro.

“Na verdade, esse número de óbitos são computados de acordo com as investigações que ainda estão sendo feitas. Então, não foram todos os óbitos que ocorreram em dezembro. Foram resultados de óbitos que ocorreram nos meses anteriores que foi fechado o diagnóstico agora em dezembro. A gente tinha óbitos aguardando o resultado do exame para confirmar se é por Covid ou não. E tínhamos óbitos em investigação e que foram concluídos com a causa de morte advinda do Covid”, contou.