Sem se eleger com apoio de Bolsonaro, Wal do Açaí ganha cargo comissionado na prefeitura de Angra dos Reis, RJ

Wal do Açaí em foto com o presidente e o filho dele, o vereador Carlos Bolsonaro — Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

A ex-secretária parlamentar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Walderice Santos da Conceição, a “Wal do Açaí”, foi nomeada para um cargo comissionado na prefeitura de Angra dos Reis (RJ). A prefeitura é comandada por Fernando Jordão (MDB), que recebeu Bolsonaro na própria casa no último mês. O teor do encontro, na época, não foi divulgado.

Segundo publicação no Boletim Oficial do município, na última terça-feira (19), a vendedora — que já foi apontada como funcionária fantasma do então deputado Bolsonaro —, será coordenadora de serviços públicos na Vila Histórica de Mambucaba.

Ela, que tentou se eleger vereadora em Angra na eleição do ano passado, deverá trabalhar de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, com salário bruto de R$ 3.323,44.

Em nota, a prefeitura de Angra dos Reis explicou que Wal tem “capacidade para atender às demandas” porque “reside na Vila Histórica de Mambucaba há 52 anos e conhece profundamente todos os problemas da comunidade, assim como tem bom relacionamento com os mais diversos setores e é bem aceita pela população local”.

Publicação no Boletim Oficial da Prefeitura de Angra dos Reis — Foto: Divulgação/Site da prefeitura de Angra dos Reis

Confira a íntegra da nota:

“Walderice Santos da Conceição reside na Vila Histórica de Mambucaba há 52 anos e conhece profundamente todos os problemas da comunidade, assim como tem bom relacionamento com os mais diversos setores e é bem aceita pela população local.

Por isso ela foi nomeada coordenadora dos serviços públicos do bairro, onde será responsável por supervisionar a manutenção das vias, a limpeza pública e fazer a interlocução com escola e posto de saúde. O critério, portanto, é sua capacidade para atender às demandas.

Assim como todos os coordenadores de bairro da cidade de Angra, Walderice terá metas a cumprir. E, assim como todos, se não for produtiva, será substituída.”

Secretária de Bolsonaro enquanto vendia açaí

O nome Wal do Açaí ganhou notoriedade em 2018, quando ela figurava como secretária parlamentar de Bolsonaro.

Em janeiro daquele ano, uma reportagem do jornal “Folha de S. Paulo” mostrou que ela continuava vendendo açaí numa praia de Angra durante o horário de expediente na Câmara. A demissão foi confirmada em agosto de 2018, quando Bolsonaro já era candidato à presidência.

Pelo site da Câmara dos Deputados, Walderice aparecia como secretária parlamentar desde 2003. Na folha de pagamento de julho de 2018, a remuneração bruta da secretária parlamentar foi de R$ 1.416, 33.

Ao comentar a demissão, Bolsonaro disse que Wal trabalhava para ele recebendo demandas da região de Angra dos Reis, mas decidiu sair para evitar “desgaste”.

Wal tentou ser vereadora

Com apoio de Jair Bolsonaro, Wal do Açaí concorreu a uma vaga de vereadora em Angra dos Reis nas últimas eleições pelo partido Republicanos. Ela usou na disputa o nome Wal Bolsonaro. Recebeu 266 votos e ficou na 84ª posição — havia 14 cadeiras em jogo.

No dia 14 de novembro, véspera das eleições municipais, o presidente publicou em uma rede social uma lista com nomes e números de candidatos apoiados por ele. A relação citava apenas cinco postulantes a vagas em câmaras municipais, e Wal era um deles. O post do presidente foi apagado no dia seguinte.

Essa foi a primeira vez em que a comerciante Walderice Santos da Conceição saiu candidata.