São Lourenço avança na implantação do Parque Ecológico Municipal da Ilha Antônio Dutra

Toda a limpeza do local está respeitando o meio ambiente dentro das normas legais vigentes

O prefeito de São Lourenço, Dr. Lessa, acompanhou os trabalhos que estão sendo realizados para implantação do Parque Ecológico Municipal da Ilha Antônio Dutra, que será uma área de lazer localizada na Ilha.

O local, que será preservado sem a derrubada de árvores, é uma mata que está entre a sede da secretaria municipal de Esporte (SMS) e a Rua Professor Henrique Jefferson de Souza.

O objetivo é fazer uma trilha entre as árvores para a prática de caminhada, corrida e ciclismo, além de passeios que poderão ser realizados inclusive no período noturno, pois a área contará com iluminação instalada abaixo das árvores.

Nesta terça-feira, 23, em um trabalho realizado com parceria entre a Prefeitura Municipal de São Lourenço (PMSL), por meio da Secretaria de Turismo e Coordenadoria do Meio Ambiente, e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), foi iniciada a limpeza do local com a retirada do mato para abertura da trilha no entorno da fonte de água mineral localizada na área.

De acordo com o prefeito Lessa, a área vai possibilitar à população de São Lourenço mais um local de contemplação da natureza, prática de esporte, cuidado com a saúde, além de ser mais um atrativo turístico para a cidade.

“Sempre vislumbrei nessa área um local para ecoturismo quando passava por aqui para ir para casa. Será mais um ponto de turismo onde as pessoas poderão passear e vislumbrar a natureza em um lugar dentro da cidade que nunca foi explorado. A implantação está respeitando sempre o meio ambiente dentro das normas legais e vigentes que nos autorizam a fazer”, afirmou o prefeito.

Todo o trabalho está sendo acompanhado pela coordenadoria de Meio Ambiente da PMSL. O coordenador, Juan Mariel Lopes, explica que a limpeza do local não fere a legislação ambiental e não causa impactos negativos na natureza.

“Estamos conciliando a implantação do Parque Ecológico com a preservação do meio ambiente. Não está havendo o corte de árvores. Estamos fazendo a limpeza de capina, que é a retirada da vegetação herbácea e de cipós. Essa limpeza do local não vai alterar o meio ambiente. Tudo o que está sendo feito está amparado na lei com parecer técnico. A legislação nos permite fazer essa limpeza e capina”, disse Juan.

Fonte e fotos: ASCOM Prefeitura de São Lourenço