Aumento da Selic em 0,75 ponto percentual vai na direção errada, avalia Firjan

O aumento da taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual é incompatível com o cenário econômico atual. Mesmo que o aumento do preço das commodities e a desvalorização do câmbio tenham contribuído para um ajuste das expectativas de inflação em 2021, a atividade econômica ainda segue distante do seu nível potencial, com  taxas de desemprego elevadas e muitas incertezas quanto aos efeitos da pandemia. 

Assim, a Firjan reforça que ainda faltam medidas mais contundentes em prol da retomada do equilíbrio fiscal, que possam auxiliar no controle de inflação e juros. Nesse ponto, a PEC Emergencial aprovada na semana passada, ainda que na direção correta, foi um passo ainda muito tímido para o ajuste fiscal que o país precisa.  

Por isso, é necessário e urgente o avanço de pautas estruturais, como a reforma tributária, a administrativa e as privatizações. Sem isso, corremos o risco de voltar a conviver com a tríade de crescimento baixo, inflação alta e juros de dois dígitos.  

Por Leandro EiróA | Assessor de imprensa