Câmeras registram assalto em ponto de ônibus no Aterrado em Volta Redonda

Câmeras de segurança de um estabelecimento comercial registraram, na noite dessa terça-feira (9), um assalto próximo a um ponto de ônibus, na Avenida Paulo de Frontin, no Aterrado, em Volta Redonda. O caso foi registrado na 93ª DP.

As imagens mostram dois homens, de boné e máscara, circulando pela calçada até o momento de abordagem à um homem, sentado no chão. Um dos suspeitos é gravado sacando o que parece ser uma arma e, em seguida, toma algo das mãos da vítima, que não reagiu.

No mesmo instante, o segundo suspeito é gravado tomando algo de outra vítima, que estava em pé, no mesmo local. A gravação mostra o momento em que uma mulher, ao perceber o que estava acontecendo, busca abrigo dentro de uma farmácia para escapar da ação.

Prisão

Segundo informações da Polícia Militar, a dupla foi reconhecida após a PM ter acesso às imagens que circulam nas redes sociais, desde o momento do crime. Um dos suspeitos, de 35 anos, foi encontrado dentro de casa, na Rua Joaquim C. dos Santos, no bairro Dom Bosco, momentos após o crime. O suspeito confessou à PM ter praticado o roubo e informou que ‘não sabia o paradeiro’ do comparsa, detido horas depois.

O segundo suspeito, de 17 anos, foi apreendido pela PM na manhã desta quarta-feira, dia 10, após ser visto saindo do prédio onde reside, na Rua José Ribeiro Sirilo dos Santos, no bairro Dom Bosco, em Volta Redonda. Os suspeitos seriam vizinhos, segundo a PM. Após buscas, um simulacro de pistola, supostamente usado pelos suspeitos durante a ação, além da quantia de R$800,00 em espécie e um aparelho celular, foram apreendidos pelos policiais.

Uma testemunha, de 22 anos, reconheceu os suspeitos na delegacia. A dupla foi autuada no artigo 157 do Código Penal (subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência: pena – reclusão, de quatro a dez anos, e multa) e permanece à disposição da Justiça.

Dupla aguarda para abordar vítimas em ponto de ônibus (Foto: Reprodução)