Deputado do Rio de Janeiro, Marcelo Cabeleireiro se posiciona contra proposta de “Feriadão”

O deputado estadual Marcelo Cabeleireiro usou a palavra durante a sessão extraordinária desta terça-feira (23) para criticar o projeto de lei 3.906/21, de autoria do Poder Executivo, que implementa o “Feriadão” entre os dias 26 de março e 04 de abril, no Estado do Rio de Janeiro.

A ideia original é manter as medidas restritivas atuais, garantindo o funcionamento do comércio, bem como de bares e restaurantes até às 23h. A Assembleia Legislativa discute o projeto, que foi protocolado ontem e já recebeu diversas emendas, entre elas, a do deputado Marcelo que suspende todos os feriados estaduais neste ano de 2021.

A proposta antecipa os feriados de Tiradentes (21 de abril) e São Jorge (dia 23) para os dias 29 e 30 de março. O texto ainda está sendo discutido pelos parlamentares. Para Marcelo Cabeleireiro, o feriado prolongado não conterá o avanço da Covid-19. “Hoje já recebi várias ligações de empresários preocupados com essa situação e eu sou contra essa medida. Quanto mais feriado, mais aglomeração. A minha preocupação hoje é com o desemprego. Feriadão não vai resolver o problema”, afirmou.

Marcelo Cabeleireiro defende a flexibilidade e acredita que lockdown também não resolverá a situação do Estado. “Muitas empresas ficarão na mão. Temos que promover o desenvolvimento, ajudar as pessoas a se manterem nos postos de trabalho. O momento é de ficar em casa para quem não precisa trabalhar ou está de home office. Mas, muita gente precisa sair para garantir seu sustento”, concluiu.