Empresas de São Vicente de Minas são orientadas sobre decreto municipal que trata da adesão à Onda Roxa

O prefeito Lili orientou a equipe de servidores da prefeitura que visita as empresas de São Vicente de Minas para entregar cópias do decreto 040, de 17 de março de 2021, que trata da adesão do município à onda roxa do programa Minas Consciente.

Os funcionários municipais prestam esclarecimento aos estabelecimentos, tendo em vista a permissão de funcionamento apenas para os serviços considerados essenciais, destaque dessa nova faixa do Minas Consciente.

Para ampliar a conscientização, o equipamento de som instalado no caminhão de lixo foi transferido para outro carro, que circula durante todo o dia divulgando uma gravação com o objetivo de prevenir a transmissão do novo coronavírus.  

A onda roxa instituiu medidas mais restritivas por 15 dias, que podem ser prorrogados, para conter o avanço da Covid-19 e desafogar o sistema de saúde, entre elas o toque de recolher a partir das 20h, determinação que já havia sido adotada em São Vicente.

Está proibida também a circulação pelo município de pessoas que estejam com sintomas de síndrome gripal.

A Prefeitura Municipal volta a solicitar a população que colabore no cumprimento das ações de prevenção.

“Há mais de um ano, uma série de medidas preventivas vem sendo tomada na tentativa de reduzir os impactos da pandemia em nossa cidade. Mas é fundamental que todo vicenciano faça a sua parte”, volta a destacar o prefeito Lili.

Além da higienização constante das mãos com álcool gel e água e sabão, é imprescindível não realizar festas ou outros eventos que provoquem aglomeração.

A onda roxa permite que saiam de casa apenas quem trabalha nos serviços essenciais ou esteja buscando os serviços de saúde. E mais do que nunca é necessário manter o distanciamento de outras pessoas e o uso obrigatório da máscara de proteção.

Fonte e fotos: Assessoria de comunicação da Prefeitura de São Vicente de Minas