Nos 141 anos da corporação, Corpo de Bombeiros no Litoral Norte dá dicas de segurança para evitar incêndios

O Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo completa 141 anos nesta quarta-feira (10/3) e, no Litoral Norte, 4º Subgrupamento, localizado em Caraguatatuba, é responsável pelo comando das operações na região.

Em entrevista ao Jornal da Morada (95,5), o cabo Silva Costa, que atua em Ubatuba, deu dicas de segurança para evitar incêndios residências e estabelecimentos comerciais.

Nesta quarta, em razão das comemorações dos 141 anos, o Corpo de Bombeiros realiza ações na área de educação com o tema Incêndio em Residência Unifamiliar. O comandante do Corpo de Bombeiros no Litoral Norte é o capitão Newton Krüger. 

O decreto 63911/2018 não prevê nenhuma exigência para residência unifamiliares, mas o Corpo de Bombeiro trabalha na parte de informação para que haja a prevenção e cuidados. Em 2017 foram 50 ocorrências, com seis vitimas e um óbito; em 2018, 49 ocorrências com uma vitima e nenhum óbito; e em 2019 foram 60 ocorrências, com nove vítimas e um óbito. Já no ano passado, os números da região foram: 61 ocorrências, três vítimas e dois óbitos. 

Como proteger sua casa contra incêndios?

Para todas as residências existem diversos hábitos que podem ser adotados no dia a dia, que contribuem muito na prevenção. 

Instalações elétricas

A sobrecarga dos circuitos elétricos é uma das principais causas de incêndio em residências. O uso de vários aparelhos domésticos ligados a uma mesma tomada, acabam por consumir muita energia ao mesmo tempo, em um ponto que pode não suportar a carga, aumentando o risco de curto circuito. Por isso, nunca sobrecarregue as tomadas com diversos adaptadores acoplados a ela. Fazer uma verificação periódica das condições do sistema elétrico também é essencial para proteger sua casa contra incêndios.
Fios, disjuntores e tomadas devem ser averiguados para que não haja superaquecimento. Uma boa dica é substituir adaptadores de energia com três entradas ou T (famoso benjamim), por filtros de linha que possuem fusíveis que se rompem em caso de sobrecarga de energia. Evite realizar trabalhos que envolvem a rede elétrica, por mais fáceis que pareçam ser. Delegue esses trabalhos para um eletricista, profissional especializado no assunto. 

 Aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos

Todos os aparelhos eletrônicos devem ser usados de maneira responsável e, se possível, evite ligar todos ao mesmo tempo, pois podem sobrecarregar a rede elétrica da casa. O ferro de passar roupa, por exemplo, pode ser perigoso caso seja esquecido na tomada após o uso. Lembre-se de desligá-lo sempre que terminar de usar. O microondas é outro aparelho que tem grande potencial de causar um incêndio. Certifique-se dos materiais que podem ser colocados para esquentar. Aquecedores de ar devem permanecer em locais seguros e isolados, afastados de móveis como sofás, cortinas e almofadas. Nunca os deixe perto da cama ou então os utilize com o objetivo errado, como o de secar roupas. Não carregue celulares sobre móveis estofados.

Ao sair de sua residência ou do ambiente onde você se encontra, não deixe equipamentos ligados. E ainda, uma outra dica para proteger sua casa contra incêndios é ficar atento às tempestades com grande incidência de raios. É importante remover os aparelhos elétricos das tomadas para evitar que, em caso de picos e oscilações de energia, os equipamentos sejam danificados.

Atenção na cozinha

A cozinha é o ambiente responsável pelo maior número de ocorrências de incêndios em residências. O que acontece é que, a combinação de gás e fogo pode ser muito perigosa se alguns cuidados não forem tomados. Em primeiro lugar, procure manter-se na cozinha enquanto o forno ou fogão estiverem ligados. Não se distraia enquanto está cozinhando. Uma dica é colocar o celular para despertar na hora em que a comida ficará pronta.

O óleo quente, por exemplo, se for aquecido durante muito tempo, pode pegar fogo. Caso isso ocorra, não jogue água na panela, pois pode provocar um choque térmico, gerando explosão. Fósforos e isqueiros devem ser mantidos fora do alcance de crianças. Se você possui forno ou fogão a lenha, sempre apague a chama antes de dormir ou sair de casa. Para proteger sua casa contra incêndios, também é importante verificar se o fogão está desligado quando sair de casa.

 Vazamento de gás

Os grandes incêndios na sua maioria, são decorrentes de explosões causadas pelo vazamento de gás de cozinha, seja de botijão ou canalizado. Para evitar isso e proteger sua casa contra incêndios, se você usa gás de botijão (GLP), sempre faça verificação a cada troca. Confira a mangueira e demais equipamentos. Mantenha o botijão o mais longe possível, de preferência do lado de fora da cozinha. O botijão de gás deve sempre ser usado na posição vertical. Mesmo quando o gás estiver no fim, evite deitar o botijão na tentativa de um melhor aproveitamento. Isso é um grande perigo.

Em caso de gás canalizado, realize a verificação periódica na tubulação, mantendo sempre fechada em caso de a casa ficar vazia e, principalmente, nunca realize instalações de maneira autônoma, mas sempre feita por um profissional. Caso sinta o cheiro de gás, não acenda a luz, pois pode ocorrer uma explosão. Feche o registro imediatamente e abra portas e janelas para dissipar o gás.
Determinadas brincadeiras de crianças
As crianças por si só são muito curiosas e, dependendo do que elas podem encontrar pela frente, pode haver grande risco de fogo. Assim, nunca deixe ao alcance delas fósforos, isqueiros ou qualquer outro objeto que gere chama.
Brincadeiras dos pequenos com esses materiais também estão principais causas de incêndio. Por exemplo, se você tem plantas com folhas secas ou plantas artificiais e uma criança risca um fósforo e joga nelas, imediatamente elas pegarão fogo. Logo, as chamas já se espalharão pelos móveis e cortinas e, assim, um grande incêndio pode ser provocado.
Então, jamais deixe crianças sozinhas em casa, nem na cozinha onde há fogão com chamas abertas ou qualquer outro cômodo onde existam equipamentos que se aquecem.

Líquidos inflamáveis

É possível que você se surpreenda com a quantidade de líquidos inflamáveis que temos dentro de casa. A garagem e a cozinha são os cômodos que mais armazenam esses materiais considerados como perigosos, por seu risco de causarem incêndios. Por esse motivo, é fundamental que você confira em todos os ambientes da casa os produtos expostos e os fatores potenciais para o risco de fogo.
A má utilização dos líquidos inflamáveis e o acondicionamento inadequado podem gerar faíscas ao entrarem em contato um com outro, se forem incompatíveis. Isso é o que ocasiona um incêndio acidental, representando uma ameaça aos ocupantes da casa.
Mesmo as garrafas vazias são perigosas. Então tome muito cuidado! Não deixe os frascos próximos à chama, não atire os líquidos inflamáveis no fogo e não permita que esses vasilhames, cheios ou vazios, façam parte de brincadeiras de crianças.

Lembre –se: em caso de emergência ligue 193 e mantenha a calma. Passe corretamente o que esta acontecendo, qual o endereço, se tem algum ponto de referencia e se certifique que todas as pessoas da casa estão em segurança. Sua vida, seu maior bem. Se não conseguir combater o fogo não se arrisque.

Por Radar Litoral