Câmara de Aparecida, SP aprova isenção da Zona Azul para área do Pronto Atendimento

Com apoio unânime, projeto garante liberação sobre tarifa no acesso ao atendimento hospitalar na cidade

Carros estacionados próximo ao hospital, em Aparecida; cidade suspende cobrança da Zona Azul no local (Foto: Marcelo A. dos Santos)

A Câmara de Aparecida aprovou, no último dia 5, um projeto que isenta o pagamento do estacionamento rotativo da “Zona Azul”, nas imediações da Santa Casa de Misericórdia, para quem estiver utilizando o Pronto Atendimento.

De acordo com o projeto, os motoristas estarão isentos ao pagamento da tarifa, mas a definição de como será implantado o sistema ficará a cargo da Prefeitura. A proposta determina que após a sanção da lei, a secretaria municipal de Segurança e Trânsito tem 15 dias para fazer a regularização.

A lei é de autoria do vereador Carlos Alexandre Rangel dos Santos, o Xande (PSD), que também é autor dos pedidos de isenção aos idosos e deficientes físicos para estacionamento rotativo.

 “Nós tivemos relatos nos últimos tempos, que pessoas chegavam com urgência e deixavam o carro para ir ao Pronto Atendimento e não conseguiam pagar a Zona Azul e com isso, eram multados”, informou o vereador.

Xande acredita que o Executivo deve destinar cerca de três vagas. Questionado se há possibilidade de uso indevido das vagas, ele propôs uma alternativa. “Nós estamos solicitando para o prefeito, que faça uma parceria com o Pronto Atendimento, pois quando pessoas que utilizarem a vaga destinada, o Pronto Atendimento libere um ticket para o motorista”.

A redação do Jornal Atos entrou em contato com a Prefeitura, mas até o fechamento desta edição nenhuma resposta foi encaminhada à redação.

Por Marcelo Augusto dos Santos | Jornal Atos