Idoso de Tremembé é preso condenado pelo estupro da neta em Guarulhos

Engenheiro de 70 anos abusou da neta e há 11 anos respondia pelo crime na justiça. Na última semana, ele, que fugiu da cidade de Tremembé (SP), foi preso em Guarulhos, na grande São Paulo.

Um homem de 70 anos, condenado a 16 anos de prisão por estuprar a neta, foi preso em Guarulhos. O crime aconteceu em 2010 quando a neta tinha três anos de idade. Há 11 anos o homem recorre na justiça da sentença e chegou a apelar ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas teve a condenação mantida.

A reportagem teve acesso ao processo que corre em segredo de justiça. Na ação, o homem foi condenado há 16 anos de prisão pelo abuso sexual da neta. A família suspeitou do abuso depois que a menina aprendeu a falar e contou que era tocada nas partes íntimas pelo avô, com quem passava fins de semana.

À época, a família registrou o caso na delegacia e apresentou laudos médicos e psicológicos da menina à justiça, que entendeu pela condenação do engenheiro em 2017. Desde então, ele apresentou recursos no processo na tentativa de permanecer em liberdade.

Em novembro de 2020, no entanto, o processo chegou a última instância, no STF, e a condenação foi mantida. Com a demora do processo, o homem fugiu de Tremembé, onde morava com a esposa, e estava foragido até o dia 20 de abril deste ano, quando foi encontrado em Guarulhos e preso.

Durante o período em que esteve foragido, a família chegou a espalhar cartazes com o rosto do homem em busca de informações para que fosse preso. Hoje, a criança tem 14 anos e passa por tratamento psiquiátrico, reflexo dos abusos sofridos enquanto criança.