Inaugurado o Centro de Apoio às pessoas com Síndromes Gripais em São Lourenço

A tenda foi instalada na praça João Lage, popularmente conhecida como praça Brasil, em frente ao Parque das Águas, com objetivo de realizar uma triagem para facilitar os atendimentos nas UBS do munícipio

Na tarde de quinta-feira (22), em São Lourenço, foi realizada oficialmente a inauguração da tenda que ficará exposta na praça Brasil, durante a pandemia para realização de triagem médica com objetivo de facilitar o atendimento das Unidades Básicas de Saúde da cidade.

No centro de apoio, pessoas com síndromes gripais terão o atendimento médico ambulatorial específico para síndrome gripal, serão realizados os testes de RT PCR e PCR Antígeno, de acordo com avaliação médica.

Estrutura da tenda

O PCR Antígeno dará o resultado em até 20 minutos e será utilizado em pacientes com 3 a 7 dias do início dos sintomas, já o RT PCR, realizado entre o 3º e 7º dia de sintoma e não tem o resultado imediato. O terceiro é o Teste Rápido IgM/IgG que é utilizado após 14º dia de sintoma e tem o resultado em 15 minutos.

A Unidade tem objetivo de ampliar a testagem para detectar a Covid-19, descentralizar os atendimentos das UBS e reduzir a demanda da UPA com pacientes de menor gravidade.

A tenda conta com dois consultórios médicos, uma sala de triagem, uma sala para coleta de testes, um ambulatório e cozinha. O Centro de Apoio inicia o funcionamento nesta sexta-feira (22/04), com horário 8h às 20h.

Na inauguração oficial estiveram presentes o Prefeito Dr. Walter Lessa, o Vice-prefeito Agilsander Rodrigues, o presidente da Câmara Municipal vereador Ricardo Luiz, e os vereadores, Cristiano Valério, João Bosco, Rodrigo Martins, Marisol Gomes e Patrícia Lessa, a Secretária de Saúde e também a Coordenadora do Centro de Apoio, Gislene Figueiredo.

Autoridades presentes

A coordenadora Gislene, ressalta que o atendimento será realizado de acordo com cada situação apresentada pelo paciente, “caso grave vai para o hospital, com sintomas de pressão no peito e falta de ar.

Aqui não temos a condição de atendimento que o hospital tem, faremos um atendimento ambulatorial, para dar um suporte até a chegada desse paciente ao hospital, o objetivo é decentralizar atendimento de síndrome gripal na UPA”, disse a coordenadora. 

O prefeito Dr. Walter Lessa, ressaltou a importância da criação do centro de Apoio, “aqui daremos uma assistência médica com sistema de plantão, com médicos da área de Covid-19, técnicos de enfermagem e auxiliares, que farão um atendimento específico para síndrome gripal, aqui não será realizada consultas convencionais (pressão alta, diabetes, dores etc…), o centro tem objetivo de fazer um rastreamento mais rápido à população que pode estar infectada, assim que constada a doença, o paciente seguirá para um cuidado especifico”, disse o prefeito, Dr. Lessa. 

Por Nara Almeida