Litoral Norte vacina crianças até 6 anos, gestantes, puérperas, índios e funcionários da saúde contra a Influenza

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o conhecido vírus da gripe, começou na útima segunda-feira (12/4). No Litoral Norte, os grupos prioritários – crianças entre 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres no pós-parto), povos indígenas e trabalhadores da saúde – serão vacinados nos postos de saúde dos bairros, sem a necessidade de agendamento.

Ilhabela recebeu 1.250 doses, o que contabiliza segundo a prefeitura apenas 27% do total necessário para vacinar a população alvo, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. O objetivo é vacinar 90% dos grupos prioritários. A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza deve prosseguir até dia 9 de julho

A Secretaria de Saúde de Ubatuba informou que a 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza Tipo A (H1N1 e H3N2) e Tipo B começou na segunda-feira e que a vacina está disponível em todas as unidades de saúde. Para vacinar-se, é preciso apresentar carteira de vacina, documento com foto e, no caso de profissionais da saúde, comprovante de vínculo de trabalho em estabelecimento de saúde (holerite, declaração, carteira de trabalho).

Conforme divulgou a Secretaria de Saúde de Ubatuba, considerando a ausência de estudos sobre a coadministração das vacinas, o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas doses simultaneamente.

A orientação, neste momento, é priorizar a imunização contra a Covid-19. Para as pessoas que fazem parte do grupo prioritário para a vacinação contra influenza e que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, deve ser priorizada a dose contra o coronavírus e agendada a vacina contra a Influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas.

A terceira etapa da vacinação contra Influenza está prevista para começar em 9 de junho, e se destina a pessoas com comorbidades e com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla); caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, informou que o primeiro grupo a receber a vacina são os trabalhadores da saúde das instituições hospitalares (públicas e privadas), que começaram a ser vacinados em seus locais de trabalho. A Secretaria de Saúde também irá imunizar contra gripe as gestantes, puérperas (mulheres com filhos até 45 dias), crianças entre seis meses a menores de seis anos e trabalhadores da saúde de clínicas e consultórios (liberais e autônomos). Para esse público, a vacinação será aos sábados, a começar no dia 17 de abril, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) das 8h às 17h, com exceção da unidade do Tabatinga.

Morador atendido pela unidade do Tabatinga deve se dirigir à UBS Massaguaçu para ser imunizado. Neste primeiro momento não serão vacinados os idosos. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, não é indica a aplicação da vacina contra a gripe ao mesmo tempo em que a da Covid-19.

É primordial que esses idosos recebam primeiro a vacina contra a Covid-19 e somente após 14 dias seja realizada a imunização contra a gripe. Isso vale para todas as pessoas.

Por Radar Litoral