Polícia Civil cumpre cinco mandados de prisão na “Operação Epithymia” que investiga rede de prostituição em Caraguá

A DIG – Delegacia de Investigações Gerais de São Sebastião cumpriu cinco mandados de prisão e de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira (15/4), em Caraguatatuba, em continuidade à “Operação Epithymia” (luxúria em grego), desencadeada em novembro de 2019 contra uma rede de prostituição. Policiais civis de São Sebastião, Caraguá e Ilhabela participaram da operação.

Entre os crimes estão associação criminosa, favorecimento da prostituição e rufianismo. Conforme o artigo 230 do Código Penal, o rufianismo significa “tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente de seus lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem a exerça”. A  pena é de reclusão por quatro anos.  

Foram presos na operação nesta manhã uma mulher – que seria a dona da casa de prostituição, suas duas filhas, o ex-genro e um segurança.  Em 2019, no início da operação, um homem foi preso por tráfico de drogas. Na época, uma casa de prostituição na margem da SP-55 foi fechada. 

Por Radar Litoral