PT e aliados emitem nota de repúdio a declarações de vereadores de Barra Mansa, RJ

 Os diretórios municipais do PT, PSOL e PSB publicaram uma nota de repúdio a declarações de dois vereadores durante sessão do Legislativo. Na nota, os partidos afirmam que repugnam “a falta de decoro e o teor desrespeitoso e preconceituoso com o qual os vereadores se referiram aos profissionais da educação, seus representantes sindicais, as religiões e a todos que professam a fé de matriz africana”.

Os partidos atribuem as declarações dos parlamentares ao desconhecimento:  “Os comentários dos vereadores revelam uma total ignorância sobre as condições de trabalho e as demandas destes profissionais, além da intolerância, preconceito e discriminação religiosa, que se perpetuam até hoje, que minimiza e menospreza e destila preconceitos de várias ordens contra as religiões de matriz africana”, afirma a nota.

“O papel constitucional do vereador é propor e aprovar leis que beneficiem a população, fiscalizar os atos do prefeito e secretários, e indicar obras/serviços públicos de interesse comum, não estando previstas em suas atribuições a função de ofensores públicos de categorias profissionais como a dos professores.   Os membros do Sindicato estavam na porta da Câmara exercendo pacificamente a sua missão e dever de defender os interesses dos profissionais da educação, portanto estavam trabalhando legalmente na sua função constitucional”, diz a nota.

“Repudiamos todo tipo de hostilização, perseguição, preconceito, discriminação, desrespeito, falta de decoro na tribuna, ou qualquer tipo de tentativa de opressão das manifestações e lutas dos trabalhadores que defendem a vida acima de tudo. Ficamos à disposição das vítimas de mais essa barbárie para cobrar e exigir providências para que esse episódio seja exemplarmente elucidado e que fatos como esse não se repitam em Barra Mansa” concluem os partidos.