Secretaria de Meio Ambiente embarga marina após denúncias de descarte de entulho nas margens do Juqueriquerê em Caraguá

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, embargou todas as atividades realizadas por uma marina às margens do rio Juqueriquerê, no Porto Novo, na região sul. Isto porque, a Secretaria de Meio Ambiente recebeu várias denúncias sobre o depósito de materiais que estavam sendo deixados no local e a fiscalização constatou tratar-se de irregularidades. A ação foi mostrada em reportagens do Radar Litoral. 

Diante da situação, o proprietário vai receber duas notificações e embargos. No caso das notificações foi sobre a barreira instalada na margem do rio, com ordem de embargo de todas as atividades. Conforme da Secretaria do Meio Ambiente, essa área é objeto de um Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA) firmado junto aos órgãos estaduais, Polícia Militar Ambiental (PMA), CETESB e Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade (CFB).

Dessa forma esses órgãos também foram oficiados para que as medidas necessárias sejam adotadas. Ainda tendo em vista o histórico da área, também será enviado ofício ao Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (GAEMA) do Ministério Público Estadual (MPSP).

Outra notificação foi em relação ao bloqueio da rua, instalado pelo proprietário da marina impedindo o acesso de veículos até as margens do rio, obrigando o responsável a retirar a barreira no prazo de 10 dias sob pena multa.

Por Radar Litoral