Vice-Prefeito e secretário de Obras de Itatiaia, RJ acompanham técnicos do INEA em vistoria ao Rio das Pedras

Na manhã de quarta-feira (29), engenheiros do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), acompanhados do vice-prefeito, Sebastião Mantovani, o Jabá, e do Secretário de Obras e Serviços Públicos, Carlos Alberto Soares, estiveram em Penedo para analisar as reais condições do Rio das Pedras na busca de uma solução para os problemas ocasionados com a cheia do rio.

 

Segundo o secretário de Obras, Carlos Alberto Soares, a dragagem vai beneficiar todo o bairro e promover a prevenção das enchentes, oferecendo segurança aos moradores que sempre sofrem quando acontece com a cheia.

 

– Estamos solicitando ao INEA autorização e equipamentos para que possamos dessassoriar o Rio das Pedras e mantê-lo permanentemente limpo, retirando todo o material assoriado e poluente. Nosso objetivo é colocar em prática ações que minimizem o transtorno para as comunidades locais, como por exemplo, a recente cheia que atingiu o Rio – disse o secretário.

 

Para o vice-prefeito, Sebastião Mantovani, a autorização para realizar serviços de desassoreamento no Rio das Pedras foi solicitada com urgência ao órgão.

 

– A primeira medida que temos que tomar enquanto poder público e estamos tomando é a conscientização da população para que o lixo não seja jogado nos rios. Outra medida que a atual administração vem realizando é buscar junto aos órgãos competentes a manutenção dos rios, através do processo de desassoreamento dos rios. Isso traz uma melhoria grande para o município, pois o trabalho neste caso é retirar do fundo dos rios, com o uso de máquinas, todo tipo de lixo e detritos depositados. Desta forma, consegue-se aumentar a vazão do rio e melhorar a qualidade de vida do cidadão – enfatiza o vice-prefeito.

 

No último dia 08 deste mês, uma forte cabeça d’água atingiu a área central de Penedo. De acordo com a Defesa Civil, devido ao fenômeno o volume de águas do Rio das Pedras subiu acima do nível e transbordou, alagando as ruas centrais.  Recentes registros também apontam as cheias do Rio como motivo de alagamentos no bairro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte/Fotos: Jornalismo – PMI

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.