Laudo aponta asfixia mecânica como causa da morte de criança de dois anos em Cruzeiro, SP

Os resultados do laudo de necropsia indicam que a morte da criança de dois anos, ocorrida na última semana em Cruzeiro, foi causada por asfixia mecânica. A confirmação foi feita pelo interventor da Santa Casa, Carlos Ávila, na manhã desta quinta-feira (11).

Ávila afirmou que Renan Kelvin Ramos já chegou em óbito no hospital, por volta das 3h da madrugada. A necropsia foi feita às 8h da manhã do mesmo dia e apontou um tempo de óbito de 6 horas. A criança teria engasgado com o próprio vômito enquanto dormia.

Na oportunidade, o interventor ainda negou que na ficha de atendimento da criança, realizado no dia 1º de maio, constasse virose. A informação deste diagnóstico foi confirmada pela família de Renan no dia de sua morte.

“O ambiente hospitalar é hostil e complexo, infelizmente periodicamente acontecem óbitos. A situação de crianças choca muito e deixa todo mundo em estado de alerta […] Desta vez a Santa Casa foi vítima e não pôde se defender”, refutou Ávila.

 

Procurada, a família de Renan não retornou contato até a publicação desta matéria.

 

Fonte: RC Vale