Resultados de exames acumulados nas unidades de saúde causam desperdício de dinheiro público em Itatiaia, RJ

 

A Prefeitura paga por mês cerca de R$ 320 mil em exames laboratoriais e desse total a Secretaria de Saúde calcula que cerca de  20% dos exames sejam desperdiçados por conta dos pacientes que não retornam para buscar os resultados.

De acordo com a Secretaria, os exames laboratoriais são os que mais acumulam e na sequência vem os de raio-x. Porém,o fato de não retornarem para buscar os exames resulta não só no trabalho em vão das equipes, como também no desperdício do dinheiro público.

– Infelizmente hoje temos uma grande quantidade de exames que foram realizados e lamentavelmente não foram retirados por quem os solicitou. Temos uma pilha de exames acumulados esperando para serem retirados e mesmo entre as pessoas que buscam ainda acreditamos que muitas deixam de retornar ao medido para avaliação – explicou o diretor de Saúde, Alexandre Paulino.

Um levantamento da Secretaria de Saúde também apontou que somente nos últimos cinco meses foram realizados 35 mil exames e desses,  dezenas ficaram aguardando os pacientes para fazerem a retirada.

Atualmente a média para a entrega de um exame é de uma semana, podendo chegar a três meses, dependendo da complexidade do exame, porém os exames básicos são entregues em no máximo sete dias. Já o de raio-x  são entregues em até 10 dias.

Para evitar o acúmulo de exames a Prefeitura está fazendo um levantamento mensal para saber a quantidade de pessoas que não buscam os exames.O trabalho será realizado em todas as unidades para os exames são encaminhados.

– Queremos conscientizar as pessoas sobre a importância de retornarem para buscar os seus exames. Quando uma pessoa faz um exame e deixa de buscá-lo, além de gerar um desperdício do dinheiro público, pode fazer também com que outra pessoa que precise deixe de fazê-lo porque alguém ocupou uma vaga e não buscou o resultado, ou seja, foi em vão. Por esse motivo peço que todos que solicitaram exames sejam conscientes e retornem para pegar os resultados – finalizou o diretor.

 

Foto/Texto: AEC-PMI