Concessionária ameaça suspender energia elétrica em São Luiz do Paraitinga

Cidades – Escolas, repartições públicas, praças e até o prédio da Prefeitura de São Luiz do Paraitinga correm risco de ficar no escuro a partir do próximo dia 7. Com dívida acumulada em R$ 90,4 mil em contas de energia com a concessionária Elektro, a prefeitura foi acionada pela empresa para quitar os débitos ou negociar a dívida sob pena de ter o serviço suspenso na cidade – se ocorrer, o corte não vai afetar consumidores residenciais.

De acordo com a concessionária, a dívida é de faturas de iluminação de 53 espaços públicos que não foram pagas pela administração municipal entre os meses de novembro de 2015 e março deste ano. (veja notificação sobre corte abaixo)

Concessionária ameaça suspender energia elétrica em São Luiz do Paraitinga

Com a troca de prefeito nesta semana, depois que o prefeito Alex Torres (PR) deixou o cargo por decisão da Justiça, Luiz Carlos Pião (PTB) assumiu a Prefeitura de São Luiz do Paraitinga, mas ainda não sabe se há recursos disponíveis para o pagamento da dívida.

Segundo ele, o caso vai ser analisado na próxima semana. “Já solicitei um relatório financeiro [da prefeitura] e na próxima semana vou falar com o jurídico e ver o que pode ser feito. Cogitamos a possibilidade de parcelamento. Até existe um valor na conta [da prefeitura], mas não sei se está empenhado. Já existe um comprometimento razoável com o orçamento, mas não posso afirmar valores ainda”, explicou o prefeito Luiz Carlos Pião (PTB).

A reportagem tentou contato com o ex-prefeito na quinta (24) e sexta (25), mas ele não retornou as ligações para falar sobre o motivo do atraso nas contas de energia elétrica durante a gestão dele na prefeitura. Neste sábado (26) o ex-prefeito respondeu por mensagem que não tem conhecimento de dívida com a Elektro.

Empresa

A Elektro informou, por meio de nota, que a administração não procurou a distribuidora para negociar e que a administração foi procurada pela Elektro, mas não houve retorno.

A empresa manifestou que o corte é o último recurso após a tentativa de negociação.

Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.