Após manobra da oposição, Maia encerra discussões sobre denúncia – A Gazeta

Após manobra da oposição, Maia encerra discussões sobre denúncia

Fernando Mellis –  O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu encerrar  ao meio-dia as discussões sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), prevista para ser votada nesta quarta-feira (25) no plenário.

A decisão foi tomada após um boicote da oposição à sessão, uma vez que se esgotaram os oradores (todos favoráveis a Temer).

Eram necessários ao menos 342 deputados no plenário para começar a votação. No entanto, pouco antes das 12h, somente 239 haviam registrado presença.

Maia avisou que se a oposição fizesse uso do microfone, seria contabilizada presença do deputado que discursasse. Por isso, apenas aliados de Temer falaram nesta manhã.

A oposição permaneceu reunida no Salão Verde. Alguns fizeram protesto e discursaram na área externa do plenário. O objetivo é atrasar a votação da denúncia contra Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Wellington Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência).

Na tribuna, o vice-líder do governo, Darcísio Perondi, chamou de “covardes” os deputados da oposição que, segundo ele, estavam “escondidos no banheiro do Salão Verde”.

A sessão começou às 9h20, com o relator do processo na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), deputado Bonifácio de Andrade (PSDB-MG), defendendo o parecer que foi aprovado pelo colegiado na semana passada, em que pede o arquivamento da denúncia.

Segundo ele, a denúncia é “falsa, esvaziada e mentirosa”. Os advogados dos três acusados também falaram, cada um por 25 minutos.

 

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.