Funcionários do serviço de água de São Lourenço, MG são afastados

Boa Vista Consultoria será a interventora da autarquia

 

A juíza Cecília Natsuko Miahira Goya, em 7 de novembro de 2017, deferiu tutela de urgência para afastar o diretor presidente, o diretor institucional, o assessor jurídico e o chefe do departamento de serviços urbanos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de São Lourenço. Na mesma decisão, a magistrada determinou que a empresa Boa Vista Consultoria Ltda. atue como interventora no SAAE por 60 dias. Os quatro membros da administração foram presos preventivamente em operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

O pedido do Ministério Público do Estado de Minas Gerais foi feito em uma ação civil pública. O órgão solicitou uma intervenção na autarquia, com o afastamento dos gestores, a proibição do acesso deles às dependências da empresa e o retorno imediato de três servidores às funções que eles exerciam antes que a diretoria atual assumisse.

sao-lourenco.jpg
Decisão é da Comarca de São Lourenço

A juíza entendeu que havia indícios suficientes de irregularidades e se cumpriam os requisitos necessários para o afastamento dos gestores. Assim, ela decretou a intervenção judicial do SAAE pela Boa Vista Consultoria, por um prazo de 60 dias, com remuneração de R$ 50 mil pelos serviços. A empresa vai gerir a autarquia até a nomeação de novos ocupantes para os cargos. Já a recondução dos servidores foi negada pela juíza, porque ela considerou que isso era competência da interventora.

 

Fonte/Foto: Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.