Câmara de São Lourenço, MG devolve $ 220 mil ao município e apresenta metas para 2018

A Câmara Municipal de São Lourenço acaba de fechar as contas do ano passado com a devolução de R$ 220 mil à Prefeitura. E mesmo depois do depósito, a Casa Legislativa ainda soma um saldo positivo de R$ 23.240,17. O dinheiro em caixa será utilizado em empenhos e deduzido de futuros repasses. Ao todo, a Câmara recebeu R$ 4.510.000 em 2017, mas gastou somente R$ 4.266.759,83.

De acordo com o ex-presidente da Casa, Agilsander Rodrigues da Silva,uma das razões da economia foi o corte de três cargos de confiança do quadro de funcionários: Coordenador de Trabalhos Legislativos, Coordenador de Relações Institucionais e Assessor Legislativo. Tais remunerações somavam quase R$ 96, 5 mil por ano.

Além disso,o gasto com diárias caiu em relação ao ano passado. Enquanto em 2016, a Câmara Municipal de São Lourenço pagou R$ 286.566 em despesas de viagens para vereadores e funcionários, em 2017, os custos caíram para R$243.675, o que representa R$ 42.891 a menos.

Essa diminuição vem ocorrendo desde 2015, quando foram gastos R$ 310.500 mil. Ou seja, em dois anos, as despesas com viagens tiveram uma queda de mais de 21,5%, ou R$ 66.825 mil. Ainda este ano, foram nomeadas e empossadas quatro servidoras públicas, todas aprovadas em um concurso realizado em janeiro de 2016. Foram chamadas duas Auxiliares de Secretaria, uma Auxiliar de Compras e uma Jornalista.

O setor de Comunicação foi ampliado. Nos últimos meses, a Casa Legislativa, por meio de seu canal no Youtube “TV Câmara São Lourenço”, iniciou os testes com a transmissão ao vivo das sessões ordinárias, solenes e extraordinárias e estreou o programa “Câmara Entrevista”, um bate-papo com os vereadores e funcionários da Casa sobre assuntos de grande relevância para a cidade. Também foram criadas as páginas da Câmara e da Escola do Legislativo no Facebook, onde são postadas todas as notícias, lembretes, comunicados e resumos das reuniões.

Metas para 2018

A Câmara Municipal inicia 2018 com o vereador Ricardo de Mattos na presidência e Waldinei Alves Ferreira na vice-presidência. Natanael Paulino de Oliveira é o 1º secretário e Orlando Gomes, o 2º secretário, cargo que também ocupou o ano passado. O orçamento da Casa Legislativa em 2018 é de R$ 4,8 milhões, 6% a mais que em 2017. Parte dessa verba será gasta com o aperfeiçoamento e a capacitação dos funcionários e a implantação do projeto Câmara Itinerante, que consiste em visitas mensais a bairros de São Lourenço com o objetivo de colher demandas da população.

Uma equipe ficará responsável pelos deslocamentos e anotações. Os vereadores irão analisar os pedidos da comunidade, que podem, inclusive, virar projetos de lei e entrar em votação no Plenário durante sessões ordinárias e extraordinárias.

Uma grande novidade também chega com 2018: a extensão do horário de atendimento dos vereadores cujos gabinetes se localizam na sede da Câmara Municipal. O local ficará aberto das 08:00hs às 18:00hs. A Secretaria, no entanto, continuará funcionando a partir de meio-dia.

De acordo com Ricardo de Mattos, tais projetos vão ao encontro do foco deste ano, que é a transparência e a ampliação do diálogo com a comunidade. “Em direção a esse objetivo, já aumentamos o número de integrantes da Comissão de Controle Interno da Câmara de três para cinco funcionários. Também queremos realizar palestras e outras atividades para chamar mais as pessoas para dentro Escola do Legislativo. Essa relação é fundamental, pois aqui é, verdadeiramente, a Casa do Povo”, ressaltou o presidente.

Em 2018, ainda está prevista a retomada das transmissões das sessões da Câmara pelo Youtube e Facebook, por meio da contratação de uma equipe de filmagem e edição de vídeo. O novo site da Casa Legislativa também será lançado, com uma interface mais moderna e fácil navegação. A previsão é isso aconteça até o final do primeiro trimestre.

 

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.