Câmara de São Lourenço, MG rejeita pedido de abertura de CP para investigar a prefeita Célia Cavalcante

Pablo Dias – Com o Plenário lotado, a Câmara Municipal de São Lourenço retornou às atividades legislativas nesta segunda-feira (06.01). O primeiro assunto a ser discutido foi a abertura de uma Comissão Processante contra a prefeita Célia Cavalcanti (PR).

O pedido foi negado por seis dos treze vereadores da Casa.  Para ser acatado era necessário 2/3 dos votos (nove). A denúncia, feita por um morador da cidade, solicitava a investigação da contratação do Escritório Ribeiro e Silva Advogados Associados, no valor de R$ 1,2 milhão de reais, pelo Poder Executivo.

Os vereadores que votaram pela abertura da CP foram Agilsander Rodrigues da Silva (PSD), Helson de Jesus Salgado (PPS), Natanael Paulino de Oliveira  (PPS), Orlando da Silva Gomes (PRB), Rodrigo Martins de Carvalho (PSB), Waldinei Alves Ferreira (PV) e Ricardo de Mattos (PMN).  Já  Abel Goulart Ferreira (PR), Evaldo José Ambrósio (PROS), Isac Ribeiro (PRP), Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC), Renato Motta de Carvalho (PT do B) e Ricardo Luiz Nogueira (PMDB) rejeitaram  a denúncia, por entender que o assunto já está sendo investigado por uma CPI instaurada na Câmara no dia 13 de novembro do ano passado.

Uma Comissão Processante, aprovada na mesma data, também já investiga Célia Cavalcanti.

O próximo passo é a realização da instrução processual, com a análise de documentos, o depoimento da denunciada, da denunciante e oitivas de testemunhas. A CP  tem até o dia 08 de março de 2018 para encerrar os trabalhos.

Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.