‘Que a justiça seja feita’, diz segurança agredida por comerciante em Três Corações, MG

“Que a justiça seja feita”, diz segurança agredida por comerciante em Três Corações (MG)

“Que a justiça seja feita”, diz segurança agredida por comerciante em Três Corações (MG)

 

O comerciante Luiz Felipe Neder, preso por agredir uma segurança em um clube em dezembro de 2016, e as três vítimas envolvidas no caso foram ouvidas pela Justiça de Três Corações na tarde desta segunda-feira (26). Principal alvo das agressões, Edvânia Nayara Ferreira Rezende afirmou: “Quero que a justiça seja feita”.

O comerciante chegou ao fórum acompanhado pelo advogado e não quis gravar entrevista. A Durante a audiência de instrução e julgamento, que durou apenas uma hora e meia, o advogado O advogado de Luiz Felipe dispensou todas as testemunhas de defesa.

“Não tem porque a gente transformar a Justiça em mais morosa, ele também precisa que venha uma sentença para que ele possa também se readequar, se reeducar. Tentou pedir desculpa para a moça. Nós queremos é finalizar o processo e que venha logo uma reprimenda no grau daquilo que ele cometeu”, afirmou Fernando Magalhães, que defende o comerciante.

“Quero que a justiça seja feita”, diz segurança agredida por comerciante em Três Corações (Foto: Reprodução EPTV)

“Quero que a justiça seja feita”, diz segurança agredida por comerciante em Três Corações (Foto: Reprodução EPTV)

 

Só as vítimas do processo prestaram depoimento. Além de Edvânia, Enioberto José de Jesus e o chefe deles na época, que ajudou a registrar o boletim de ocorrência e que teria sido ameaçado por Luiz Felipe, também falaram à Justiça.

“Eu quero que a justiça seja feita, porque se ele fez, ele tem que pagar pelo crime que ele cometeu”, afirmou Edvânia. “Tem o vídeo que prova, então não tem porque a justiça falhar. Eu acho que tudo que aconteceu foi verdade”, completou.

A Justiça já determinou que o comerciante pague uma multa de R$ 10 mil reais por danos morais para a segurança. O advogado de Luiz Felipe afirmou que ele vai pagar a multa. A Justiça ainda vai decidir se será aplicada outra pena.

Segurança de festa foi agredido por comerciante em Três Corações (Foto: Reprodução / Facebook)

Segurança de festa foi agredido por comerciante em Três Corações (Foto: Reprodução / Facebook)

Agressão e prisão

Luiz Felipe Neder foi preso no dia 17 de dezembro de 2016 após agredir a segurança depois de uma festa em um clube de Três Corações. O comerciante estaria agredindo a esposa quando Edvânia Nayara Ferreira Rezende interviu e acabou sendo alvo de um soco e chute no rosto.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado pela Polícia Militar por volta das 18h, a mulher do suspeito, a delegada Ana Paula Kich Gontijo, de 44 anos, saiu do local antes da chegada dos policiais. No entanto, o boletim informa que ela entrou em contato com a PM cerca de 1h depois confirmando ter sido agredida.

Mulher que prestava serviço como segurança para um clube foi agredida pelo comerciante (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Mulher que prestava serviço como segurança para um clube foi agredida pelo comerciante (Foto: Reprodução/Redes Sociais)