Prefeitura de Itatiaia, RJ fará busca ativa para localizar moradores que não tomaram vacina contra febre amarela

Após o primeiro caso de epizootia confirmado no Parque Nacional do Itatiaia, a Prefeitura de Itatiaia, por meio da Secretaria de Saúde, iniciará nesta semana o serviço de busca ativa para localizar moradores que não tomaram a vacina contra febre amarela nas regiões do Alto do Parque, Alto Penedo, Maromba e Maringá.

A nova estratégia foi definida em reunião e consiste na visita de enfermeiros do ESF (Estratégia de Saúde da Família) de casa em casa para vacina do munícipe que ainda não foi imunizado na própria residência. Dentre as ações definidas está ainda à vacinação em gestantes com indicação médica e em portadores do vírus HIV com liberação medica e de acordo com a carga viral. As nutrizes (após 6 meses de parto) que irão para área de risco poderão ser vacinadas desde que suspendam o aleitamento entre 15 e 28 dias. Os idosos com mais de 60 anos e sem nenhuma doença poderão receber a vacina sem laudo médico, mas para aqueles que possuem alguma patologia o laudo continua sendo obrigatório.

O primata não humano (macaco) infectado na cidade foi encontrado no interior do Parque e o caso de febre amarela foi confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde na última sexta-feira, dia 02 de março. Até o momento, não há registros de caso em humanos.

De acordo com o último quantitativo realizado pelo setor de imunização, foram aplicadas 22.575 doses da vacina, o que corresponde a 86,8% da população. No último sábado (03) foi realizado o quarto ‘Dia D’ da campanha na Policlínica Municipal e o ESF de Penedo.

Segundo o Secretário de Saúde, Jorge Figueira, a medida mais importante para prevenção e controle da febre amarela é a vacinação e quem já foi imunizado não precisa receber a dose novamente.

– Temos vacina suficiente, em dose plena, para toda população e agora iniciaremos um trabalho de convencimento e educação em saúde para alcançarmos 100% dos munícipes dentro do público alvo da campanha. Toda vacina vai ter uma reação, mas garantimos que ela é segura e eficaz. Há um alerta por causa da epidemia na região, mas estamos tranquilos, pois já alcançamos mais de 86% da meta. Vamos iniciar a busca ativa e aumentar a vigilância com o fluxo de turistas, pois alguns acabam viajando sem tomar a vacina – explicou o secretário.

Desde fevereiro de 2017 foi delimitada uma área na divisa da cidade para ação preventiva de monitoramento dos macacos, assim como o bloqueio vacinal que segue acontecendo mediante agendamento prévio nas nove unidades de saúde do município.

A vacinação acontece na Policlínica Municipal e nas Unidades de Estratégia de Saúde da Família da Vila Esperança, Vila Magnólia, Vila Flórida, Penedo, Campo Alegre I / II, Maromba e UBS Marechal Jardim. Para receber a dose da vacina é necessária a apresentação de um documento de identificação com foto e comprovante de residência.

Por Luana Vieira – PMI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.