Três pessoas são atingidas em tiroteio no centro do Rio; homem morre – A Gazeta

Três pessoas são atingidas em tiroteio no centro do Rio; homem morre

Três pessoas ficaram feridas durante um tiroteio na manhã desta segunda-feira (19) no Centro do Rio. Um homem de 61 anos, atingido por bala perdida, morreu.

De acordo com o 5º BPM (Centro), elas foram atingidas quando criminosos dispararam contra agentes do Centro Presente e policiais após uma tentativa de assalto na Avenida Presidente Vargas, na altura da Avenida Passos.

Um dos baleados durante o tiroteio é ajudado por agentes da Operação Centro Presente (Foto: Guilherme Pinto/Extra/Agência O Globo)

Um dos baleados durante o tiroteio é ajudado por agentes da Operação Centro Presente (Foto: Guilherme Pinto/Extra/Agência O Globo)

Segundo a Operação Centro Presente – que reúne policiais e guardas civis – quatro bandidos em duas motos tentaram assaltar uma loja de telefonia na Avenida Presidente Vargas. Um vigia reagiu e os criminosos fugiram, deixando cair uma mochila com 42 celulares e uma pistola calibre 9 mm.

Na fuga, segundo a assessoria da operação, os criminosos se depararam com um veículo da PM e outro da Centro Presente e dispararam. A troca de tiros ocorreu a cerca de 600 metros da Central do Brasil, uma das principais estações de transporte público do Rio de Janeiro, e próximo da sede do Comando Militar do Leste (CML).

 (Foto: Editoria de Arte/G1)

(Foto: Editoria de Arte)

Três pessoas foram atingidas, duas delas por balas perdidas. Luiz Carlos Pereira Viana, de 61 anos, estava em um ponto de ônibus, foi atingido na perna e morreu. Aparecida dos Santos, de 46, estava atravessando a avenida quando foi baleada. Ela foi atendida no Hospital Souza Aguiar e liberada.

O vigia da loja assaltada, Jorge Luiz Bastos da Silva Figueira, de 35, anos, foi atingido de raspão. O prédio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e carros que estavam na região foram atingidos por tiros. Ninguém foi detido.

“Cara, foi muito tiro. Muito tiro mesmo. Foi horrível. Só deu tempo de pensar em deitar no chão. E não era só eu não. Tinha um monte de gente sem saber o que fazer e torcendo pra não ser atingido. Não vi nada. Só ouvi”, disse um vendedor ambulante que não quis se identificar.

Vidro do prédio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER)  foi atingido durante o tiroteio (Foto: Bruno Albernaz/G1)

Vidro do prédio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) foi atingido durante o tiroteio (Foto: Bruno Albernaz)

Um carro foi atingido por disparo durante a troca de tiros no Centro do Rio (Foto: Bruno Albernaz/G1)

Um carro foi atingido por disparo durante a troca de tiros no Centro do Rio (Foto: Bruno Albernaz)

Outros atingidos

Desde a noite de domingo, outras duas pessoas foram atingidas por balas perdidas na Região Metropolitana do Rio.

Na manhã desta segunda, uma pessoa foi atingida durante confronto entre policiais e suspeitos no Rio Comprido, próximo ao Centro. Segundo a PM, bandidos que estavam em dois carros roubados dispararam contra os policiais na Rua do Bispo. Os veículos foram recuperados e os criminosos fugiram.

A vítima, Antônio Carlos da Rocha Pinto, de 50 anos, está consciente e estável, segundo o Hospital da Casa de Portugal, onde ele foi atendido.

Na noite de domingo (19), uma menina de 13 anos foi morta por bala perdida em Nova Iguaçu, cidade da Baixada Fluminense, Região Metropolitana do Rio. De acordo com investigadores, ela foi atingida em um tiroteio durante a execução de um homem e não resistiu aos ferimentos.

Reportagem Bruno Albernaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.