Preso suspeito de expulsar família de conjunto habitacional em Volta Redonda, RJ

Cidades – A Polícia Militar prendeu na noite da segunda-feira, em Volta Redonda, Marco Iscardino Dantas, de 45 anos, que estaria se passando por policial no conjunto residencial Padre Bernardus Hendrikus Thus, na Candelária. No apartamento dele, localizado no primeiro andar de um dos blocos do condomínio, foram apreendidas 33 munições calibre de fuzil 5.56  e 20 calibre 12.

De acordo com a PM, Marco – que é da Baixada Fluminense – estaria tentando dominar o conjunto habitacional e teria expulsado, no último domingo, uma família de um dos apartamentos, colocando outra em seu lugar. O imóvel foi arrombado, de acordo com a PM.

A denúncia contra ele foi feita ao Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública). Duas viaturas foram mobilizadas. Ao ser abordado, o suspeito negou que se fazia passar por policial, mas foi desmentido por moradores. A revista ao seu apartamento foi feita com autorização de Marco e sua mulher.

Ele foi conduzido para a delegacia de polícia, onde foi autuado com base no Estatuto do Desarmamento. Foi constatado que, desde 2004, o suspeito tem sete passagens pela polícia, por ameaça, violência doméstica, posse irregular de arma de uso permitido e de uso restrito e homicídio.

Construído no projeto do governo federal Minha Casa, Minha Vida, o conjunto habitacional Bernardus Hendrikus Thus (homenagem ao padre da Igreja Católica que morreu em 2013) tem 144 apartamentos e foi entregue em dezembro de 2014. Porém, a exemplo de outros residenciais entregues na cidade, tem sofrido com a criminalidade. Em 2015, publicamos e divulgamos a incursão de traficantes entre as famílias contempladas.

No bairro Santa Cruz, onde foram construídos dois condomínios (Ingá I e Ingá II), são constantes as apreensões de drogas, assim como em Três Poços (Residencial Penhe Marchetein), onde foram construídos 480 apartamentos. Em agosto do ano passado, o conjunto residencial em Três Poços, assim como do Roma, foi alvo de uma grande operação da Polícia Civil, que mobilizou até um helicóptero.

 

Foto: Evandro Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.