Polícia Civil de Pouso Alegre, MG prende quadrilha chilena que traficava sementes de maconha para o Sul de Minas

 

A Polícia Civil, através da delegacia Regional de Pouso Alegre, Sul de Minas, prendeu em São Paulo, capital, uma quadrilha chilena especializada no comércio de sementes de maconha. Foram quatro pessoas presas e um vasto material apreendido entre sementes, catálogos de espécies e maneiras de cultivo, materiais para uso da droga, além de bonés, camisetas e bandeiras com apologia ao uso e comércio da maconha.

A operação “Seeds Bank” (banco de semente) foi realizada no sábado (24) e teve a participação de 19 investigadores, mais o delegado Renato Mendes, da delegacia de Cambuí que comandou as investigações.

Segundo o delegado Renato Mendes, a investigação teve início há mais de um ano quando foi interceptado um pacote de sementes que seria entregue em Bom Repouso. A encomenda veio pelos Correios e também trazia um manual de como cultivar a maconha. Ainda havia os contatos de sites e whatsapp da empresa dos chilenos que comandava o negócio no Brasil. “A partir daí teve início as investigações até chegar na quadrilha que estava agindo no estado de São Paulo, trazendo esses produtos ilícitos do Chile e comercializando e distribuindo no território brasileiro”.

O delegado explica ainda que a quadrilha não se limitava apenas à venda das sementes. “Mas também existia todo um arcabouço, um preparo, todo um sistema disponibilizado aos compradores das sementes todas as técnicas relativas ao cultivo e a colheita da planta de maconha pronta para o uso”.

Integrantes da quadrilha viajava de ônibus até o Chile e retornava com as sementes em diversas variedades e no Brasil eram distribuídas pelos Correios para os clientes. No Centro de São Paulo a quadrilha tinha uma loja “Dr. Cannabis” dentro de uma galeria e não mascarava que atuava no comércio de produtos relacionados à maconha.

Durante a operação, um homem foi preso dentro de um ônibus que seguia do Chile para São Paulo. Com o chileno foram apreendidas cerca de duas mil sementes de maconha. Os outros três presos são pai, mãe e filho, todos chilenos. Os quatro presos na operação foram trazidos para o presídio de Pouso Alegre.

 

Fonte: Terra do Mandu

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.