Polícia Civil prende mais dois suspeitos de matarem comerciante com requintes de crueldade em Resende, RJ

Vítima é sobrinho do prefeito de Quatis e teria sido vítima de latrocínio, roubo seguido de morte; ele morava em Porto Real

Luís Felipe Souza Siqueira, 20 anos, foi preso bairro Jardim Jalisco, em Resende (foto: Cedida pela Polícia Civil)

Luís Felipe Souza Siqueira, 20 anos, foi preso bairro Jardim Jalisco, em Resende (foto: Cedida pela Polícia Civil)

 

Policiais civis prenderam na madrugada desta sexta-feira (20) dois suspeitos de matarem Jean Souza de Seixas, 29 anos, que foi espancado e teve o corpo queimado. Ronaldo Rodrigues de Oliveira, de 25 anos,  foi preso em Mirantão (MG), já Luís Felipe Souza Siqueira, 20 anos, foi preso bairro Jardim Jalisco, em Resende.

De acordo com a polícia, os suspeitos foram identificados por meio de imagens de uma câmera de segurança de um mercado, próximo ao local do crime.

Um um adolescente de 17 anos, que também teria participado do crime, ainda está foragido. O primeiro a suspeito a ser preso foi Maicon Wilson Coutinho da Silva, 21 anos. A prisão ocorreu na madrugada de quinta-feira em Resende. Segundo a polícia,o crime tem envolvimento de quatro pessoas.

O delegado titular da 89 DP Marcelo Nunes Ribeiro informou que conseguiu a prisão preventiva e mandado de busca e apreensão dos suspeitos. O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte.) .  Ainda segundo o delegado, Ronaldo seria o mentor do crime e teria sublocado a sala da empresa em que a vítima foi morta, em Resende.

Ronaldo Rodrigues seria o mentor do crime brutal, segundo a polícia (foto: Cedida pela Polícia Civil)

               Ronaldo Rodrigues seria o mentor do crime brutal, segundo a polícia (foto: Cedida pela Polícia Civil)

Caso brutal

Jean Souza de Seixas,  sobrinho do prefeito de Quatis, Bruno de Souza, foi morto na madrugada de terça-feira (27),com requintes de crueldade. Ele foi queimado vivo.

Bombeiros encontraram a vítima amarrada, numa cadeira, e com o corpo, ainda em chamas, dentro de uma empresa, na Rua Dona Arcídia, no bairro Santa Isabel, em Resende.

Ele chegou a receber os primeiros socorros, foi levado para o Hospital de Emergência de Resende, mas não resistiu aos ferimentos. Jean era morador de Porto Real.

Segundo o IML (Instituo Médico Legal) , a causa da morte foi traumatismo craniano, ou seja, ele teria sido espancado antes de ser queimado vivo. Informações repassadas à polícia, apontam ainda que  Jean foi vítima de assalto.

Pela denúncia, os criminosos  chegaram até a vítima demonstrando interesse em comprar um carro modelo Fox prata, que Jean colocou à venda, em um site.

 

Maicon foi o primeiro suspeito do crime a ser preso (foto: Cedida pela Polícia)

                                  Maicon foi o primeiro suspeito do crime a ser preso (foto: Cedida pela Polícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.