Doria demitiu servidores em retaliação à não aprovação da reforma da previdência de SP, dizem vereadores – A Gazeta

Doria demitiu servidores em retaliação à não aprovação da reforma da previdência de SP, dizem vereadores

Vereadores da base dizem que o prefeito João Doria (PSDB) fez uma demissão em massa de servidores em cargos de confiança nas Prefeituras Regionais de São Paulo por causa da derrota que sofreu na votação do projeto da Reforma da Previdência Municipal- que alterava a contribuição de 11% para 14% – na Câmara Municipal. A votação do projeto foi adiada por 120 dias.

Funcionários da Prefeitura ligados a vereadores da base foram os atingidos. Levantamento da TV Globo aponta que cerca de 172 servidores foram demitidos nos últimos três dias. Eles não eram concursados.

Em nota, a Prefeitura informou que os funcionários não tinham estabilidade e eram passíveis de serem desligados em reorganizações promovidas pela gestão.

“Tive dois educadores do CEU Perus que estavam trabalhando quando foram avisados que já estavam exonerados”, disse o vereador Police Neto do PSD, um dos críticos ao projeto.

Ele diz que no CEU Anhanguera um educador estava em atividade esportiva com seus alunos recebeu uma mensagem por Whatsapp de sua demissão.

“Tive 4 profissionais competentes, dedicados, moradores do território do CEUs e absolutamente engajados demitidos sumariamente. Todo passaram por seleção técnica e avaliação do secretário Alexandre Schneider. A decepção desses profissionais é grande, mas estavam, mesmo demitidos”.

 Reportagem Walace Lara, Roberta Giacomoni e Gustavo Galvão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.