Morre aos 81 anos, o ex-prefeito de Volta Redonda, RJ Wanildo de Carvalho

O ex-prefeito de Volta Redonda, Wanildo de Cavalho, de 81 anos anos, foi encontrado morto na manhã deste domingo (01) na casa onde morava no bairro Monte Castelo.

Ele teria sofrido mal súbito, segundo as primeiras informações.  Wanildo fez aniversário no último dia 16.

O corpo será velado no Cemitério Portal da Saudade. O sepultamento está marcado para as 11h de segunda-feira (2) no mesmo cemitério.

Ele foi prefeito de Volta Redonda de  1989 até 1993 e assumiu o mandato após a morte do ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Juarez Antunes, de quem ele era vice.

Juarez ficou no cargo durante apenas 51 dias. Antes de ganhar a eleição para prefeitura, ele, que tinha sido deputado federal, foi a Brasília entregar o apartamento onde morava e sofreu um acidente fatal na estrada.

A trajetória do ex-prefeito

Wanildo nasceu em Pequeri, Minas Gerais, e e era formado em arquitetura. O governo do então prefeito foi marcado por projetos ousados e, ao mesmo tempo, denúncias de corrupção.

Um dos projetos deles foi batizado de “Plano 2000”, que previa diversas obras, de viadutos a prédios modernos. A finalidade, segundo ele informou na época, era modernizar a cidade para o futuro.

Na época em que foi prefeito também, o então presidente da República Fernando Collor, que sofreu um impeachment no final de 1992, já havia anunciado que a privatização da CSN.

A intenção de Wanildo era preparar o município para não depender econômicamente da siderúgica, a maior geradora de empregos e pagadora de impostos.

Entre as obras realizadas por ele, estão: Memorial Getúlio Vargas, do Memorial Zumbi, os viadutos Nelson Gonçalves Sávio Gama e João Ravache, além  da Passarela dos Metalúrgicos, próximo ao Escritório Central da CSN.

A administração de Wanildo foi marcada também por denúncias de corrupção. Ele ficou no cargo até 1992, quando Paulo César Baltazar venceu as eleições.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.