Acusados de matar filho de Carlinhos de Jesus irão a júri popular no RJ

Os quatro acudatos de participação na morte do músico Carlos Eduardo Mendes de Jesus, o Dudu, filho do coreógrafo Carlinhos de Jesus, irão a júri popular no dia 21 de junho.

Carlos Eduardo foi assassinado na madrugada do dia 19 de novembro de 2011, quando saía da Choperia Boteko Carioca, na Avenida Marechal Fontenelle, em Realengo, Zona Oeste do Rio. Ele foi atingido por disparos feitos por dois homens que estavam em uma motocicleta.

O julgamento será presidido pelo juiz Carlos Gustavo Direito, do I Tribunal do Júri da Capital. Os acusados são o ex-policial militar Magno Carmo Pereira, o policial militar Wellington do Carmo Ferreira, Marlon Soares Pinheiro e Evandro Silva de Souza. Eles são acusados de auxiliarem o também PM Miguel Ângelo da Silva Medeiros, autor dos disparos e que foi condenado a 16 anos e 4 meses de prisão em março do ano passado. Na ocasião, o também PM André Pedrosa, acusado de ter informado a Miguel a localização do cantor, foi absolvido pelos jurados que concluíram não haver provas no processo que o incriminassem.

Durante as investigações do crime, os investigadores descobriram que integrantes da banda da qual Dudu era vocalista se envolveram em uma briga com um policial militar em uma festa realizada dias antes. Além disso, também foi apurado que o músico se encontrou com a ex-namorada de Marlon, identificada como Bruna.

Em março de 2017, a Defensoria Pública ,responsável pela defesa dos PMs Miguel Ângelo da Silva Medeiros e André Pedrosa dos Santos pediu a absolvição dos réus. As defensoras dizem que o crime foi passional e não motivado por uma briga ocorrida 45 dias antes do assassinato do músico. Uma das defensoras disse que o real motivo do crime foi o envolvimento dele com Bruna Florêncio, então namorada do músico. Durante os três meses que esteve separada de Dudu, ela disse que ficou duas vezes com um dos acusados, o ex-policial Marlon Soares, que é julgado separadamente. Ela afirmou, porém, que depois voltou para o músico.

 
Foto: Reprodução/Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.