Vereador Paulo Vieira falando de Corrupção e Prostituta de Virgindade, a conotação se torna a mesma! – A Gazeta

Vereador Paulo Vieira falando de Corrupção e Prostituta de Virgindade, a conotação se torna a mesma!

Arvelos Vieira –  Quem compareceu na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Cruzeiro, na segunda-feira (09), teve oportunidade de relembrar, na figura exótica do vereador Paulo Vieira, as excêntricas patacoadas do ex-vereador Marciano que era só ocupar a tribuna daquela Casa de Leis, incendiava a Sessão com seus discursos ásperos e histéricos rebuscados nas profundezas do seu intestino.

O vereador Paulo Vieira (foto) possibilitou retorno a esse pândego passado, permitindo aos frequentadores assíduos da Câmara Municipal a sensação de novamente se encontrarem num animado circo mambembe.

Tendo sido o vereador mais votado em Cruzeiro nas eleições de 2016, graças ao seu poder aquisitivo financeiro e um eleitorado medíocre, barato e interesseiro, o vereador Paulo Vieira, que se diz candidato a Deputado Estadual pelo PR, mas até que seja provado (não com falácias!), é sabido ter seu nome no cadastro de FICHAS SUJAS da Justiça Eleitoral, de forma desagradável e histérica, teceu gravíssimas denuncias contra a Secretaria de Saúde de Cruzeiro, no meu entender, palavreados que merecem uma análise detalhada para ver se não cabe algum agravo jurídico, muito embora na Tribuna, reduto dos covardes, ele possui imunidade parlamentar.

Disse Paulo Vieira que a Secretaria do município vive uma corrupção sistêmica…, que lá dentro (Secretaria) existe uma mistura de incompetência e corrupção…, que vai sair “nego” lá de dentro algemado…, Que há desvios que não param mais…, Que a Secretaria se transformou num antro de corrupção e safadeza…, e vai por aí afora.

O vereador Sandro Felipe (foto), que mergulhou nas “águas” de Paulo Vieira (Não a ANA – Agência Nacional das Águas, nas quais Vieira se encontra quase afogado, procurando desesperadamente por um porto seguro, longe dos cais do PT!), também teceu críticas semelhantes contra a Secretaria e sua gestora, a Dr. Ana Inês, dizendo dentre tantas acusações, que na segunda-feira ela dá plantão em Passa Quatro, a meu ver nada errado, se assim foi combinado no ato da sua contratação. Quem deve saber o que é certo ou errado na sua administração é o prefeito, ademais, a Dra. Ana tem uma equipe da sua total confiança que sabe como proceder na sua ausência.

Percebe-se claramente, aliás, o que é contumaz, que os dois vereadores se encontram irritadíssimos, por não estarem tendo acesso livre como queriam dentro da Secretaria de Saúde, como sempre aconteceu em outras administrações. Não é novidade para ninguém que o Sistema de Saúde sempre foi a “menina dos olhos” de qualquer politico, pois, cada benefício conseguido ali dentro para um paciente necessitado, é a garantia do voto vitalício daquela família e outros mais.

Tornou-se rotineiro vereadores comprometerem-se com populares, propondo priorizá-los nos agendamentos que comumente ocorrem nos setores de saúde. Vistos como “Salvadores da Pátria”, é a certeza da ampliação dos seus “currais eleitorais”.

Por serem vereadores, eles se acham “suprassumos” da política cruzeirense, e que todo o setor de saúde do município (e todos os demais!) tem que ser submetidos aos seus caprichos e desejos, o que nem sempre pode ocorrer, até mesmo em respeito aos demais que buscam os caminhos normais e penosos a serem percorridos para atendimento de suas mazelas, nesse setor tão deficitário e dificultoso em todo o país, que se tornou a área da saúde.

No caso do Sandro Felipe, por exemplo, ele queria que uma eleitora sua, que é paciente de câncer, fosse “priorizada” em uma viagem para São Paulo, já com a lotação esgotada. Usando da sua prerrogativa de vereador, Sandro exigiu do setor de transportes, que fosse retirado alguém já previamente agendado, para dar lugar a sua preferida. Em não obtendo sucesso naquele momento (conseguiu depois, um carro extra!), Sandro Felipe se enfureceu e tornou-se pivô de todo furdunço desnecessário dentro da Câmara, espetáculo deprimente e pirotécnico. Na sua oratória no Grande Expediente, ele deixou escapar algo mais ou menos assim – “Se não fosse a minha pronta intervenção, essa paciente que está com câncer não teria seguido viajar no dia!”. E assim o vereador mandou seu recadinho para a casa da paciente e seus familiares lembrando-“Seus votos agora me pertencem!”.

Absurdo, vereador Sandro Felipe, é você exigir que seja retirado um paciente tão ou mais necessitado da viagem, para colocar a sua, objetivando que ela caia nas suas boas graças politiqueiras.

Reforçando o nosso posicionamento, o vereador JORGE CURRILA, na mesma seção ordinária, saiu em defesa do setor de transportes da Secretaria de Saúde (onde ele trabalha e conhece bem os trâmites!), dizendo que ao fechar o agendamento de viagem, que ocorre todos os dias por volta das 11h30, quem está dentro (agendado!) não sai e quem está fora não entra. É uma sistemática que tem e deve ser respeitada em qualquer circunstância e não existe vereador que mude essa posição. Não adianta vir com imposição, ameaças, petulância e arrogância, pois nada será modificado. Pode até se buscar uma alternativa como condução extra, mas a que fechou ninguém mais mexe.

Paulo Vieira demonstrou as mesmas intenções politicas de Sandro Felipe quando vociferou contra a Secretária de Saúde, Dr. Ana Inês – “… temos como Secretária de Saúde uma pessoa administrativa extremamente autoritária, que não tem respeito pelo voto do vereador. Eu estou de saco cheio e, se continuar assim eu vou tomar providências. Não sou cara de fugir de batalhas, ela (a secretaria de Saúde) além de incompetente, destrói a saúde de Cruzeiro, não respeita o voto popular. Apelo para o prefeito Thales Gabriel, dizendo que essa situação precisa parar sob pena de eu transformar Cruzeiro numa praça de guerra…”

NOTA DO REDATOR!…

Que as coisas não andam bem na Saúde de Cruzeiro há mais de quinze anos é sabido por todos. Que a situação é sistêmica, também é sabido, só que não se trata de uma particularidade de Cruzeiro, mas um endema que tomou conta de toda a Saúde do país, refletindo também em nossa cidade.

Sabemos que a Secretária de Saúde, Dra. Ana Inês, às duras penas está fazendo o que pode pelo setor, vez que ela o assumiu numa falência total. Ela é admirada e reconhecida por toda sua equipe de trabalho, que é técnica (e não politica, que fique claro!), pela sua dedicação, dinamismo e pulso firme. Ela está sim, fazendo acontecer, só que uma cirurgia complexa, não permite ao paciente levantar da cama logo em seguida, sem antes passar por um longo, penoso e traumático processo de convalescença.

Aliás, PULSO FIRME é uma das grandes e elogiáveis características da Dra. Ana Inês, profissional de caráter e personalidade que os vereadores Paulo Vieira e Sandro Felipe, talvez não acostumados a isso, abominam vez que eles esperavam encontrar o “trânsito livre” dentro do setor para, de forma “virtual”, ali instalarem seus comitês políticos, aproveitando-se, não apenas da dinâmica da Secretaria de Saúde, como da desgraça e fragilidade alheia que eles têm como certa e garantida, a permuta de votos. Volto a afirmar; infelizmente a deficiência da Saúde transformou-a num eficiente e concorrido curral eleitoral pois, com saúde não se brinca, e quem se vê beneficiado de alguma forma, mesmo sem saber as podridões e safadezas que acontecem nos bastidores da politica que até Deus duvida, se torna agradecido para o resto da vida.

Acontece que a Secretária de Saúde, Dr. Ana Inês, determinada a moralizar o setor que lhe foi confiado, estabeleceu um freio, ordem na casa até então vista como da “Mãe Joana” vitima da bandalheira generalizada herdada do governo passado, irritando profundamente esses dois vereadores, Sandro Felipe e, principalmente, Paulo Vieira, vez que ambos vivem de expedientes do tipo, sendo que Vieira se intitulando candidato à deputado estadual, necessita fazer sua campanha, custe o que custar.

Questionado pelo vereador Chinho sobre suas duras palavras direcionadas a Secretária de Saúde, Paulo Vieira “escorregou no quiabo” remendando sua falácia – “Nem toda corrupção existe alguém se beneficiando na frente!”

O QUE QUE É ISSO amantíssimo e caríssimo vereador!…
Sendo você o nosso guru mestre da corrupção brasileira, desesperadamente a procura de um Porto Seguro através do seu ingresso na Assembleia Legislativa, confesso que não entendi o seu raciocínio.

ENTENDO SIM, que em se tratando de CORRUPÇÃO, como ATO PRATICADO, é óbvio que quem o PRATICOU seja o PRINCIPAL BENEFICIADO, havendo aí o “sujeito” que queres MOSTRAR SER OCULTO. Agora se ninguém praticou a corrupção, ela inexiste, e ai sim, não havendo ninguém beneficiado. Elementar caro Watson, diria Sherlock Holmes, se vivesse nessas plagas atuais.

Para não alongar-me mais, vez que essa reportagem, acredito, leva jeito de ser apenas o inicio do “fio da meada” de uma infinidade que deverá vir por aí, eu quero deixar claro que CORRUPÇÃO é o que os vereadores praticam em cima do prefeito (e em todo momento!), obrigando-o a entupir, a encharcar à Prefeitura com seus “simpatizantes eleitorais” (compromissos de campanha!), muitos desses empregados, verdadeiros chupins imprestáveis que estão somente obstruindo corredores e ocupando cadeiras públicas e onerando as finanças do município, sob a pena de prejudicarem o Poder Executivo caso não atendidos, não votando favoráveis aos projetos e decretos enviados para a Câmara pelo prefeito, mesmo sendo assuntos de interesse da municipalidade.

Quanto ao vereador Paulo Vieira, é salutar lembrar-lhe que certamente teremos oportunidade de reavivar sua memória sobre o verdadeiro significado de uma CORRUPÇÃO, e o que um corrupto precisa fazer para perder um cargo tão importante (longe de ser o caso da Saúde de Cruzeiro!).

Quanto a sua ameaça de transformar Cruzeiro numa PRAÇA DE GUERRA, fique sabendo nobre vereador PAULO VIEIRA, que em Cruzeiro também sabemos como lidar com adeptos a “PÃO COM MORTADELA” (mesmo camuflados noutro partido visando seus interesses próprios!), e que, mesmo que não pareça, nossa cidade não é TERRA DE CEGO, onde CAOLHO pensa que aqui pode chegar gritando e ditando ordens. Por hora é só!…

Adolfo ARVELOS VIEIRA Neto: É jornalista (MTB – 35.635) – Diretor Proprietário do Jornal Regional – Estudante de Direito da FACIC e Integrante da ACLA (Academia Cruzeirense de Letras e Artes).

2 comentários em “Vereador Paulo Vieira falando de Corrupção e Prostituta de Virgindade, a conotação se torna a mesma!

  • 12 de abril de 2018 em 22:30
    Permalink

    Esse Paulo Vieira e uma piada para Cruzeiro.

  • 10 de maio de 2018 em 19:27
    Permalink

    Bandido Paulo Vieira e a câmara de vereadores com todo respeito, boa parte está vendida a este pilantra. Aliás Cruzeiro em boa parte foi vendido a este canalha que usa sua principal laranja (Patrícia), estão e fazem o querem na cidade, infelizmente tenho vergonha de dizer de onde sou…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.