Júri dos acusados de matar ex-prefeito de Potim, SP é adiado

O júri dos dois acusados de terem matado o ex-prefeito de Potim (SP), Benito Thomaz, marcado para a manhã desta terça-feira (15) foi adiado. A informação é do Fórum de Aparecida, onde ocorreria o julgamento. Não há previsão para que o júri seja remarcado.

Os dois homens, de 26 e 29 anos, são acusados de serem os autores dos disparos que mataram o ex-prefeito. Ele foi alvejado no dia 18 de agosto de 2014 no centro da cidade. Os suspeitos foram presos no mesmo dia do crime e confessaram o assassinato. Na época, eles disseram à polícia que o crime foi motivado por vingança, mas não apontaram o mandante.

O processo que acusa a participação da dupla no crime tramita em segredo de justiça. O júri estava marcado para às 9h desta terça, mas o Tribunal de Justiça de São Paulo havia informado na última semana sobre a possibilidade de cancelamento, por causa de um pedido da defesa.

O acusado de ser mandante do crime foi condenado há 14 anos de prisão em março. Ricardo Martins ‘Guincho’, era alidado de um opositor político de Benito, o que teria motivado o crime. Segundo a acusação, ele contratou os dois homens para matar o ex-prefeito.

Ricardo cumpre pena em regime fechado por homicídio qualificado no CDP de Taubaté (SP). Ele nega envolvimento com o crime. O processo dele também está em segredo de justiça.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa dos suspeitos de terem matado o ex-prefeito.

 Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.