Prefeito Eduardo Guedes e superintendente do DNIT visitam obra da estrada do Parque Nacional do Itatiaia, RJ – A Gazeta

Prefeito Eduardo Guedes e superintendente do DNIT visitam obra da estrada do Parque Nacional do Itatiaia, RJ

O prefeito Eduardo Guedes, o Dudu, junto com superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Carlos Pascoal, visitaram nesta quarta-feira (16) a obra de  recuperação asfáltica da  estrada de acesso ao Parque Nacional do Itatiaia, a BR-485. De acordo com o cronograma, o serviço se encontra na terceira e última fase, que compreende a área urbana que vai desde a entrada da cidade (em frente à rodoviária), até a Ponte do Conora.

A obra está sendo realizada pelo DNIT e é fruto de uma mobilização da Prefeitura com o órgão. O serviço faz parte de um Contrato de Restauração e Manutenção Desenvolvido a partir do Programa de Restauração e Descentralização de Rodovias Federais.

– Tivemos a oportunidade de ir até Brasília, no Ministério dos Transportes, onde o deputado federal Simão Sessim nos deu grande apoio para essa obra. Nós sabemos do grande problema financeiro que o país atravessa, das dificuldades que passamos e ele nos encaminhou para o senhor Pascoal,  superintendente regional do DNIT, a quem agradeço toda a atenção. Nós também pudemos acompanhar a licitação dessa obra com todo o encaminhamento e agora ele veio aqui para avaliar o resultado de tudo, inclusive a qualidade dessa obra, disse o prefeito.

O Chefe do Executivo também falou da importância do serviço que já vem beneficiando toda a população.

 – Quero ressaltar a importância dessa obra para o município e para a nossa população, por isso agradeço ao DNIT, ao Ministério dos Transportes e ao deputado Simão Sessim e todos os envolvidos. Tivemos a oportunidade, através de articulação política, de ir até Brasília  e digo que  eu gosto de ir para Brasília não para passear, mas para buscar recursos e mecanismos para a nossa cidade.A nossa população sabe que a estrada  não tem um real do município, mas tem aqui o esforço e articulação dessa obra que infelizmente há anos não acontecia e nos tivemos a oportunidade com muito esforço e dedicação trazer isso para a nossa cidade. Parabéns ao povo de Itatiaia, ao DNIT e lembramos que essa estrada já foi uma das piores do país e hoje temos certeza que é uma das melhores, senão a melhor – frisou  Eduardo Guedes.

O Superintendente do DNIT, Carlos Pascoal, explicou que previsão é que em julho a obra já esteja na etapa final, com a sinalização da via.

 – Essa é uma área urbana e sabemos da necessidade dessa obra. Ela  faz parte do programa CREMA, desenvolvido pelo DNIT, em que a primeira etapa é a restauração da via e a segunda etapa, a própria empresa que executou a obra é responsável pela manutenção.Nós temos na programação de até o dia 15 de junho estar com a estrada toda concluída e espero que no início de julho já estejamos com ela toda sinalizada, ou seja, com a sinalização definitiva, a sinalização horizontal e vertical e com demarcações. Vamos deixar pré-marcadas as vagas de estacionamento. No momento a sinalização que está sendo feita é a sinalização provisória de obra e não a definitiva, mas até julho faremos as demais – disse.

O serviço de recuperação da estrada, que teve início em setembro, abrange a drenagem, o recapeamento e um novo asfalto, além do processo de manutenção e conservação da via. A obra foi divida em três etapas: a primeira foi realizada entre a ponte do Conora e a portaria do Parque, a segunda,  dentro do Parque Nacional e a terceira está acontecendo na área urbana.A estrada estava sem manutenção há anos e chegou a ser apontada em uma pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) como a pior do estado do Rio de Janeiro.

A visita à obra contou ainda com a presença do vice-prefeito, Sebastião Mantovani, do Secretário Municipal de Planejamento, Carlos César de Cima Ayres e do Secretário de Ordem Pública, Carlos César De Paula.

Por Matilde Basilio – PMI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.