Polícia Ambiental lacra abatedouro clandestino e apreende 200 quilos de carne no bairro Engenho D’Água em Guaratinguetá, SP

Interdição aconteceu na manhã deste domingo (20), no bairro Engenho D’água. Pai e filho, responsáveis pelo local, foram presos em flagrante.


Abatedouro era mantido em um sítio no bairro Engenho D'água em Guará (SP) (Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental )

Abatedouro era mantido em um sítio no bairro Engenho D’água em Guará (SP) (Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental )

 

Um abatedouro clandestino foi interditado neste domingo (20), no bairro Engenho D’Água, em Guaratinguetá (SP). No local, foram encontrados animais, que supostamente seriam abatidos, e duzentos quilos de carne para comercialização. Pai e filho, donos do local foram presos em flagrante por crime contra o meio ambiente e contra a saúde pública.

De acordo com a Polícia Ambiental, o flagrante foi na rua do Silo, após uma denúncia anônima. No local, os agentes encontraram ossadas de animais, materiais utilizados para matar animais e as carnes, que segundo a polícia eram oferecidas a açougues da região. O local é considerado insalubre.

Além do produto apreendido, a PM encontrou ainda um caminhão com quatro bezerros sem documentação. Os responsáveis pelo transporte dos animais foram detidos, ouvidos e liberados.

O pai, de 60 anos, e o filho, de 40 anos, foram presos em flagrante por crime contra o meio ambiente e contra a saúde pública. A Vigilância Sanitária foi acionada e multou a dupla. A pena para os crimes é de 1 a 5 anos de prisão.

Quatro bezerros sem documentação foram encontrados em um caminhão que estava na porta do sítio (Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental )

Quatro bezerros sem documentação foram encontrados em um caminhão que estava na porta do sítio (Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.