Cerca de 250 moradores das regiões atingidas pelas chuvas de março, em Itatiaia, RJ já foram beneficiados com saque do FGTS – A Gazeta

Cerca de 250 moradores das regiões atingidas pelas chuvas de março, em Itatiaia, RJ já foram beneficiados com saque do FGTS

Desde o final de abril, os moradores de Penedo, Maromba e Maringá que tiveram suas residências atingidas pelas fortes chuvas que ocorreram no início de março (03 a 07) estão recebendo o FGTS após o reconhecimento, pelo Governo Federal, da situação de emergência da cidade.

De acordo com um levantamento realizado pela Caixa Econômica Federal (CEF), até o momento, cerca de 250 pessoas realizaram o saque do benefício nas agências de Resende e Itatiaia, estimando um valor aproximado de R$ 810.000,00.

Na próxima terça-feira, dia 12, começa a última etapa do calendário para os trabalhadores que ainda não solicitaram o benefício. O saque será liberado para os residentes em Maromba, Maringá, Vale das Cruzes, Vale do Pavão e Vale da Grama e também em Penedo nas localidades da Fazendinha, Vale do Ermitão, Córrego Frio, África I e II, Jambeiro I e II, Bela Vista e Harry Bertell.

– Após as chuvas intensas que atingiram nossa cidade em março, nós criamos o Gabinete de Gestão de Crise e elaboramos um Decreto de Situação de Emergência para que os moradores das regiões afetadas pudessem ter acesso ao benefício. Muitas famílias tiveram problemas em suas casas devido à fatalidade então esse dinheiro com certeza irá ajudá-las a solucionar as pendências que ficaram. A solicitação do benefício pode ser feita em qualquer agência da Caixa, mas é preciso ficar atento ao calendário estabelecido pela CEF – explicou o Presidente do Gabinete de Gestão de Crise, o vice-prefeito Sebastião Mantovani.

O valor do saque terá o limite de 6.220 reais desde que o trabalhador possua o saldo equivalente na data da solicitação e que o intervalo entre uma movimentação e outra não seja inferior a 12 meses. Para que possam dar entrada é necessária a apresentação de documentos como, RG, CPF, CTPS e Comprovante de residência de até 120 dias antes da tragédia, sendo todos originais e cópias.

No caso do comprovante de residência em nome do trabalhador, o mesmo pode ser conta de luz, água, telefone, gás, extratos bancários, carnês de pagamentos, entre outros, desde que emitidos nos últimos 120 dias anteriores à decretação da emergência.

Já no caso de comprovante de residência em nome do cônjuge, é necessária também a apresentação da Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável.

Os interessados terão até o dia 02 de julho de 2018 para fazer a solicitação do benefício em qualquer agência da CEF e as dúvidas podem ser esclarecidas no CRAS de referencia dos moradores.

Calendário de atendimento:

​ 

Por Luana Vieira – PMI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.